Bruno Teixeira / Ag. Corinthians
Bruno Teixeira / Ag. Corinthians

Corinthians feminino empata e põe fim à série histórica de 34 vitórias seguidas

Time ficou no 1 a 1 com a Ferroviária, fora de casa, no primeiro jogo da final do Brasileirão

João Prata, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2019 | 16h52

O time feminino do Corinthians empatou por 1 a 1 com a Ferroviária neste domingo, em Araraquara, e viu chegar ao fim a sequência de 34 vitórias consecutivas. O resultado, no entanto, não é ruim para a equipe alvinegra.  

O duelo decide o Campeonato Brasileiro. Com a igualdade na Arena Fonte Luminosa, o Corinthians agora precisa de uma vitória simples no próximo domingo, no Parque São Jorge, para garantir a taça. Em duelo acompanhado por pouco mais de dois mil torcedores, Aline Milene abriu o placar para o time anfitrião e Erika deixou tudo igual ainda no primeiro tempo.

Antes da decisão nacional, as equipes voltam a se enfrentar pela semifinal do Campeonato Paulista. O Corinthians venceu a Ferroviária por 4 a 0 no primeiro confronto, fora de casa, e agora pode perder por até três gols de diferença nesta quarta-feira, às 20h, que garante um lugar na decisão. A partida também está marcada para o Parque São Jorge.

A última derrota desse time do Corinthians aconteceu em 21 de março, contra o Santos , por 2 a 1, pela segunda  rodada do Brasileiro. De lá para cá a equipe só venceu e superou a maior sequência de vitórias  na história do futebol.

O recorde anterior pertencia ao The New Saints, do País de Gales, que tinha 27 triunfos consecutivos. Quando o Corinthians chegou à 28ª vitória, em agosto, recebeu da Fifa a confirmação de que era a nova detentora do recorde. 

O time comandado por Arthur Elias ainda conseguiu ampliar a marca até alcançar a 34ª vitória na última quarta-feira. Com os bons resultados, colocou um pé na final do Campeonato Paulista e está a uma vitória simples de conquistar o Campeonato Brasileiro. Em outubro, o Corinthians e a Ferroviária serão os representantes brasileiros na disputa da Libertadores. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.