Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Corintianos admitem que desgaste físico pesou contra o Atlético-MG

Equipe alvinegra venceu por 1 a 0, com um gol de Gustavo aos 43 minutos do segundo tempo

Redação, Estadão Conteúdo

01 de setembro de 2019 | 22h36

Os jogadores do Corinthians admitiram que sentiram um desgaste físico acima do normal durante a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG, neste domingo, em Itaquera, pelo Campeonato Brasileiro. Na última quinta-feira, a equipe empatou contra o Fluminense, no Rio de Janeiro, no segundo confronto pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, em resultado que classificou os paulistas às semifinais.

Pela mesma competição, o Atlético-MG atuou dois dias antes, na terça-feira, quando venceu o La Equidad, em Bogotá, na Colômbia, também se classificando. Na visão dos corintianos, esses dois dias de descanso a mais permitiu que os mineiros levassem vantagem no aspecto físico durante o jogo, o que dificultou a vitória.

"Sabíamos que o desgaste físico poderia nos complicar na partida. O time deles teve dois dias a mais para descansar. Isso dificultou para que a gente pressionasse mais no segundo tempo. Erramos bolas que não estamos acostumados a errar. Mas isso só mostra que o Corinthians tem um elenco forte. Quem entrou foi bem e o Gustavo foi feliz em marcar o gol que nos deu esses três pontos", analisou o atacante Vagner Love, substituído por Gustavo durante o segundo tempo.

O desgaste físico dos jogadores atrapalhou, inclusive, a estratégia traçada pela comissão técnica do Corinthians. Após o jogo, o técnico Fábio Carille revelou que hesitou em realizar alterações com fundamento tático ou técnico, esperando que algum jogador apresentasse desgaste físico acima do normal. "No intervalo eu vi muitos jogadores reclamando de desgaste, por isso fiquei esperando", disse.

"Senti a equipe cansada. Fiquei esperando, conversando com os auxiliares, a gente achou que tinha que ser o Gustavo, para trabalhar mesmo bola para a área. Nosso gol saiu no final, num erro do goleiro, com o (Mateus) Vital muito concentrado e uma movimentação boa do Gustavo", completou Fábio Carille.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.