Francisco Cedrim/ AscomCRB
Francisco Cedrim/ AscomCRB

CRB e Cruzeiro empatam sem gols e aumentam invencibilidade na Série B

Desde a estreia de Vanderlei Luxemburgo no comando técnico, equipe celeste soma três vitórias e três empates

Redação, Estadão Conteúdo

29 de agosto de 2021 | 19h37

No duelo entre duas equipes com as maiores invencibilidades vigentes na Série B do Campeonato Brasileiro, CRB e Cruzeiro ficaram no empate sem gols na tarde deste domingo, no estádio Rei Pelé, pela 21ª rodada. O time celeste teve um pouco mais de volume de jogo, mas não conseguiu superar o rival e a forte chuva que caiu em Maceió.

Com o resultado, o CRB chegou ao décimo jogo sem derrota e permaneceu na terceira posição, com 37 pontos. O Cruzeiro, por sua vez, não perde há oito jogos e está invicto com Vanderlei Luxemburgo. O time celeste é o 14º colocado, com 25 pontos.

Embalado sob o comando de Luxemburgo, o Cruzeiro saiu para o jogo mesmo atuando em campo adversário. O duelo tático, inclusive, estava implícito. Enquanto o time celeste buscou um abafa inicial, o CRB procurou se defender, com a clara ideia de segurar o ímpeto rival.

Aos poucos, a chuva foi apertando e deixando o gramado do estádio Rei Pelé pesado. O Cruzeiro se adaptou mais rapidamente e, em cobrança de falta, Giovanni exigiu grande defesa de Diogo Silva. O CRB só foi responder aos 39 minutos, com Júnior Brandão. Ele recebeu de Ramon e encheu o pé, por cima do gol de Fábio.

A tentativa de buscar um contra-ataque, porém, acabou prejudicando o CRB muito por causa do campo pesado. O time alagoano pouco ameaçou, mas conseguiu anular os pontos fortes do Cruzeiro, que, teve segurança defensiva, mas pecou novamente nas finalizações. Antes do fim do primeiro tempo, Bruno José teve uma última chance de inaugurar o marcador, mas sem sucesso.

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou em ritmo forte e Bruno José fez Diogo Silva trabalhar. O goleiro salvou o CRB ao fazer uma defesa com o peito. Do outro lado, Fábio também fez um milagre. O goleiro celeste pegou uma cabeçada à queima-roupa de Romão.

Para tentar furar a defesa do CRB, Luxemburgo mudou o ataque inteiro. Sem contar com Marcelo Moreno, com a seleção da Bolívia, o treinador apostou em uma equipe mais leve, mas depois acionou a experiência de Rafael Sóbis. O atacante até tentou, mas não conseguiu tirar o zero do placar.

Dos pés de Sóbis, saiu uma das melhores chances do Cruzeiro. O atacante, porém, demorou a finalizar e fez com que Diogo Silva chegasse a tempo para fazer a defesa. O goleiro foi o grande destaques dos minutos finais e um dos responsáveis pelo empate deste domingo.

FICHA TÉCNICA

CRB 0 X 0 CRUZEIRO

CRB - Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Marthã (Carlos Jatobá), Jean Patrick (Wesley) e Renan Bressan (Diego Torres); Pablo Dyego, Junior Brandão (Emerson Negueba) e Jajá (Alisson Farias). Técnico: Allan Aal.

CRUZEIRO- Fábio; Rômulo, Ramon, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Flávio (Marco Antônio), Adriano e Giovanni (Claudinho); Wellington Nem (Marcinho), Bruno José (Felipe Augusto e Thiago (Rafael Sobis). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

ÁRBITRO - Bruno Arleu Araújo (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Marthã e Pablo Dyego (CRB); Flávio (Cruzeiro).

LOCAL - Rei Pelé, em Maceió (AL).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.