Thiago Davino/CSA
Thiago Davino/CSA

CSA vence o lanterna Boa no Rei Pelé e se garante no G4 da Série B do Brasileiro

Único gol da partida foi marcado por Didira no início da segunda etapa

Estadão Conteúdo

12 Maio 2018 | 19h18

O CSA conseguiu se segurar no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado, o time alagoano fez o básico e derrotou o Boa por 1 a 0, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), pela quinta rodada. O único gol da partida foi marcado por Didira no início da segunda etapa.

+ Confira a tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro

+ Ainda invicto, São Bento bate o Oeste em duelo paulista pela Série B

+ Avaí vence Figueirense e encosta no arquirrival na tabela da Série B

Com o resultado, o CSA chegou aos 12 pontos e tirou o Coritiba da zona de classificação à próxima fase. Divide a liderança com o Vila Nova-GO, que só joga neste domingo contra a Ponte Preta. O Boa, que estreou o técnico Daniel Paulista no lugar de Sidney Moraes, perdeu pela quinta vez consecutiva e é o lanterna da segunda divisão.

O CSA começou o duelo sonolento e viu o adversário criar uma boa chance de marcar logo aos dez minutos. Wilian Barbio roubou a bola no campo de ataque e acionou Douglas Baggio. O meia conduziu livre até ficar de cara com Cajuru. O goleiro alagoano, no entanto, fechou bem o canto e fez um pequeno milagre.

O lance foi uma mostra da estratégia das equipes durante a partida. Enquanto o Boa mandou a campo um time sem centroavante apostando na velocidade, os donos da casa tocavam a bola em busca de espaço, mas não conseguiram criar, apesar de terem mais posse de bola durante todo primeiro tempo.

Em meio à ineficiência do rival, o Boa foi para o intervalo com outras duas chances perdidas. Thallyson finalizou para boa defesa de Cajuru e Alyson, livre, chutou duas vezes em cima de Xandão.

Foi preciso apenas um minuto de jogo no segundo tempo para que o CSA pudesse reverter os péssimos 45 minutos iniciais. Depois de roubada de bola no campo de ataque, Ferrugem acionou Didira em velocidade dentro da área. Mesmo pressionado, o atacante manteve a tranquilidade e tocou na saída de Fabrício.

O Boa Esporte foi obrigado a sair mais para o jogo, mas encontrou um adversário melhor em campo, mais agressivo quando tinha a bola no campo de ataque após a entrada de Walter. Mesmo assim, os alagoanos cometeram algumas falhas defensivas e deixaram espaços no campo de defesa. Depois boa troca de passes, Daniel Cruz viu Tallyson entrando livre e rolou para trás. O atacante finalizou, mas parou em Cajuru.

O tempo foi passando e o duelo esfriando. O CSA conseguiu controlar a pressão mineira e confirmou o resultado.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado. Às 16h30, o CSA visita o Londrina, no estádio do Café, no norte do Paraná. Mais tarde, às 19 horas, o Boa recebe o Coritiba, no estádio do Melão, em Varginha (MG).

FICHA TÉCNICA

CSA 1 x 0 BOA

CSA - Cajuru; Muriel (Celsinho), Leandro, Xandão, Echeverria; Edinho, Ferrugem e Daniel Costa (Walter); Niltinho, Didira (Hugo Cabral) e Michel Dougas. Técnico: Marcelo Cabo.

BOA - Fabrício; Erick, Gustavo, Arthur e Elivelton; Amaral, Machado e Douglas Baggio; Alyson (Daniel Cruz), Thallyson (John Cley) e Wilian Barbio (Igor). Técnico: Daniel Paulista.

GOLS - Didira, a um minuto do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Didira e Walter (CSA); Elivélton, Alyson e John Cley (Boa).

CARTÃO VERMELHO - Arthur (Boa).

ÁRBITRO - Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ).

RENDA e PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.