Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

David Braz se despede do Santos: 'Entrei um Menino da Vila, saio um vovô'

Zagueiro foi para o Sivasspor, da Turquia, por empréstimo de um ano após disputar 221 jogos pelo time da Baixada

Estadão Conteúdo

09 Agosto 2018 | 20h49

O Santos divulgou nesta quinta-feira uma entrevista de despedida do zagueiro David Braz, de 31 anos, no dia em que o jogador foi oficializado como reforço do Sivasspor, da Turquia. O jogador assinou contrato de empréstimo por uma temporada e o clube turco tem opção de compra ao final desse período.

"Cheguei aqui como Menino da Vila, batizado pelo Neymar, Ganso e André. E saio como um vovô da Vila", declarou o jogador à TV do clube. David Braz chegou ao Santos em 2012, sendo emprestado no ano seguinte ao Vitória. Em seu retorno, ganhou espaço no time titular e hoje deixa o clube após 221 jogos disputados e 17 gols marcados.

"Ganhei muita experiência, tive momentos difíceis que fazem parte da nossa vida. Foi uma honra muito grande ter vestido essa camisa", afirmou. "Impressionante como o Santos entrou na minha vida. Sempre gostei de jogar na Vila Belmiro, mesmo quando estava no Palmeiras e no Flamengo. Foi a realização de um sonho", emendou.

No Sivasspor, David Braz terá a companhia do atacante Robinho, ídolo do Santos. "Sem palavras para falar do Robinho. O gol que fiz na final do Campeonato Paulista foi passe dele. Fico feliz em poder voltar atuar ao lado dele. Sempre fui fã do futebol do Robinho", disse o zagueiro.

O zagueiro foi revelado pelo Palmeiras em 2007, onde permaneceu por uma temporada. No ano seguinte foi negociado com o Panathinaikos, da Grécia. Em 2009, o zagueiro acertou com o Flamengo e permaneceu no time rubro-negro por três temporadas.

Em 2012 acertou com o Santos, teve a breve passagem pelo Vitória e no retorno ao time alvinegro conquistou o bicampeonato paulista em 2015 e 2016. Sem David Braz, o técnico Cuca passa a contar com os zagueiros Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Luiz Felipe e Robson Bambu no elenco do Santos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.