Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Dirigente banca a permanência de Loss no comando do Corinthians

Andrés Sanchez avisa que o técnico tem o grupo nas mãos e espera que jogadores rendam mais

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

23 Agosto 2018 | 05h06

O presidente Andrés Sanchez garantiu a permanência do técnico Osmar Loss no comando do Corinthians. Após a derrota para o Fluminense no Rio, o dirigente conversou com atletas e comissão técnica nos vestiários. "Não vou dizer como foi a conversa. Mas enquanto os jogadores estiverem unidos no que têm de fazer, não tem de ter mudança", avisou. "O treinador não é mágico. Ele tem o controle do vestiário e o trabalho continua."

A campanha ruim desde que Loss assumiu no lugar de Fabio Carille tem aumentado o tom das críticas sobre o trabalho do comandante. Ele tem um aproveitamento de apenas 44,4% dos pontos, com oito vitórias, quatro empates e nove derrotas em 21 jogos. "Estamos em uma maré ruim, mas os jogadores sabem que podem render mais", continuou Andrés.

 

O dirigente explicou que o Corinthians está priorizando, pela ordem, a Copa do Brasil, que está na semifinal e a premiação pelo título é muito alta, depois o Campeonato Brasileiro e por último a Libertadores. Andrés também entende que a saída de jogadores e da antiga comissão técnica atrapalhou o planejamento.

"Saíram quatro titulares, a comissão técnica inteira... Isso atrapalha o planejamento. Eu já disse e repito: só fica no Corinthians quem quer ficar. Não quero jogador descontente. Tivemos até de antecipar a estreia de jogadores que iam chegar para jogar no fim do ano. Teve proposta pelo Mateus Vital, Pedrinho e Pedro Henrique, mas eles acharam que tinham de ficar."

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.