Gilvan Souza/Flamengo
Gilvan Souza/Flamengo

Dorival Júnior acerta saída do Ceará e será o substituto de Paulo Sousa no Flamengo

Pressionado por maus resultados, técnico português participou das atividades do time carioca normalmente nesta quinta-feira, enquanto clube não oficializa mudança no cargo de treinador

Rodrigo Sampaio, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2022 | 16h38

O técnico Dorival Júnior será o sucessor de Paulo Sousa no comando do Flamengo. O treinador de 60 anos acertou a sua saída do Ceará nesta quinta-feira e vai assinar com o clube carioca para a sequência da temporada. A informação, que ainda não foi oficializada, foi confirmada ao Estadão por um membro do futebol da equipe cearense. 

O Flamengo decidiu que não manteria Paulo Sousa no cargo após a derrota por 1 a 0 para o Red Bull Bragantino, nesta quarta-feira, pelo Brasileirão. O técnico português, que ainda realizou treino com o elenco na tarde de hoje, balança no cargo há pelo menos um mês e meio, e já não goza de prestígio entre os torcedores. A multa rescisória gira em torno de R$ 7,7 milhões, valor que o treinador lusitano teria a receber até o fim de 2022. 

Apesar dos bons resultados na Libertadores, o Flamengo ainda não conseguiu apresentar um futebol convincente ao longo da temporada. O time foi vice na decisão da Supercopa do Brasil, quando foi derrotado pelo Atlético-MG nos pênaltis, e perdeu a final do fraco Campeonato Carioca para o Fluminense, encerrando um jejum de 10 anos do rival na competição. No Campeonato Brasileiro, a história é ainda pior. Colocado como um dos candidatos ao título, o time rubro-negro é apenas o 14º colocado, com apenas 12 pontos em 30 disputados, com um aproveitamento de 40%. 

Paulo Sousa foi anunciado pelo Flamengo no dia 25 de dezembro, substituindo Renato Gaúcho. O treinador comandava a Polônia, do astro Robert Lewandowski, e se preparava para a Copa do Mundo quando aceitou a proposta dos dirigentes rubro-negros, que ficaram cerca de um mês na Europa buscando um nome ideal para o time. De lá para cá, foram  32 jogos, com 19 vitórias, sete empates e seis derrotas. 

Em seis meses na Gávea, Paulo Sousa ainda colecionou duas polêmicas. A primeira foi com o goleiro Diego Alves, com quem se desentendeu por "falhas na comunicação", segundo o próprio treinador, e viveu uma verdadeira lavação de roupa suja em público. Com o veterano preterido e Santos machucado, a escolha por Hugo Souza, constantemente questionado, também pesou. A outra foi com Jorge Jesus, treinador compatriota amado pela torcida do Flamengo, que se "ofereceu" ao clube no último mês — colocando prazo, inclusive — e colocou ainda mais pressão sobre o titular. 

Por sua vez, Dorival Júnior retorna ao Flamengo depois de quatro anos. Ele havia assumido o comando do time temporariamente em 2018, saindo ao fim do ano para dar lugar a Abel Braga, que posteriormente seria substituído por Jorge Jesus. No Ceará, que assumiu em março deste ano, colecionou bons resultados, incluindo a classificação irretocável do time para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. O último jogo no comando do alvinegro cearense foi nesta quarta-feira, na vitória por 2 a 0 sobre o América-MG, fora de casa. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.