Walter Monteros/AFP
Walter Monteros/AFP

'É um ponto que deve ser valorizado', diz Prass no Palmeiras após empate

Goleiro sai de campo satisfeito com igualdade diante do Tucumán

O Estado de S.Paulo

09 de março de 2017 | 00h11

O goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, vibrou nesta quarta-feira com o empate por 1 a 1 na estreia da Copa Libertadores. O resultado obtido contra o Atlético Tucumán, na Argentina, deve ser comemorado, na opinião do jogador, porque, como o time teve de jogar com dez durante grande parte do tempo, teve dificuldades extras para evitar a derrota pela estreia na competição.

"Com um a menos desde o primeiro tempo, é um ponto que com certeza deve ser valorizado", disse o goleiro em entrevista à TV Globo, na saída de campo. Os dois times estão no grupo 5, junto com Jorge Wilstermann, da Bolívia, e Peñarol, do Uruguai. "Muito embora a gente teve chances claras de gol, umas três, assim como eles tiveram, em termos de posse de bola foi um jogo desequilibrado", afirmou Prass.

O Palmeiras sofreu porque ficou com um a menos aos 21 minutos de jogo, com a expulsão do zagueiro Vitor Hugo. A situação piorou aos três minutos depois, com o gol de Zampedri, para o time da casa. O empate da equipe brasileira veio com Keno, com gol aos 39 minutos. Na etapa final, o time administrou o ritmo adversário e pouco sofreu ameaças.

O próximo compromisso do Palmeiras será no sábado, no Allianz Parque, contra o São Paulo, pelo Campeonato Paulista. O jogo seguinte pela Copa Libertadores está marcado para dias depois, já na quarta-feira da próxima semana. O adversário será o Jorge Wilstermann.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.