Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Elano destaca versatilidade de Bruno Henrique em vitória contra o Atlético-MG

Atacante deu duas assistências em dois dos três gols da equipe na partida

Estadão Conteúdo

04 Novembro 2017 | 20h58

Elano, técnico interino do Santos, elogiou a versatilidade do atacante Bruno Henrique em entrevista coletiva no estádio da Vila Belmiro, em Santos, neste sábado, após a vitória por 3 a 1 sobre o Atlético Mineiro, pelo Campeonato Brasileiro. Participando do jogo pelos dois lados do campo, o jogador deu duas assistências e foi decisivo para o placar final.

+ TEMPO REAL: Confira os lances da partida

+ Santos bate Atlético-MG e aumenta pressão sobre os rivais Corinthians e Palmeiras

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

+ Leia mais notícias sobre o Santos

"Com a qualidade do Bruno (Henrique), ele joga em qualquer lado. Ele tem um pouco de dificuldade para trazer para a esquerda e finalizar como ele faz com a direita, mas o número de jogadas de linha de fundo que ele cria é uma coisa fantástica", disse o treinador interino.

Acostumado a jogar pelo lado esquerdo, Bruno Henrique foi deslocado para a direita na primeira parte do jogo. A mudança foi provocada pela escalação de Arthur Gomes como titular. Aposta de Elano, o jovem atacante não era muito utilizado por Levir Culpi e marcou o primeiro gol da equipe neste sábado, completando cruzamento de Bruno Henrique aos 45 minutos do primeiro tempo.

"Eu passei o Bruno para a direita por conta da possibilidade do Arthur jogar. O Arthur tem um pouco de dificuldade de jogar pela direita. Foi bom porque deu certo, né?", afirmou Elano.

Após a saída de Arthur Gomes aos 14 minutos do segundo tempo, Bruno Henrique voltou a jogar pelo lado esquerdo do ataque santista. E foi por ali que o atacante fez o cruzamento para o terceiro gol da equipe, marcado pelo centroavante Ricardo Oliveira aos 34.

"Dentro do jogo eu já tinha essa possibilidade, de botar o Lucas Lima mais aberto quando a gente está defendendo, mas com total liberdade para vir por dentro com o (Victor) Ferraz na cobertura dele. E eu passo o Bruno Henrique para a esquerda. Porque eu sabia que o Arthur não ia conseguir jogar o jogo todo. Ele está muito tempo sem jogar", explicou o técnico.

Na saída do gramado, Ricardo Oliveira agradeceu o apoio do torcedor e afirmou que este é um momento de união. "Temos de ressaltar o trabalho coletivo. Foi impecável. Outro fator positivo é o nosso torcedor, que gritou, nos apoiou. É o momento de unir forças", disse o centroavante. "Meu momento é legal. Normalmente no final da temporada é quando começa a perder a potência e eu estou em uma crescente. Fico feliz de contribuir hoje de novo", completou.

O jovem Arthur Gomes também falou na saída de campo e agradeceu a oportunidade concedida pelo treinador interino. "É o melhor sentimento que o ser humano pode ter. Tinha certeza que eu iria fazer gol. Elano me deu a chance e eu estou muito feliz", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.