Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Flamengo encara a Portuguesa com a meta de manter rotina de vitórias no Carioca

Desde que o time titular de Jorge Jesus estreou na competição, foram seis vitórias sem ao menos perder um ponto sequer

Redação, Estadão Conteúdo

14 de março de 2020 | 10h28

Desde que o time principal do Flamengo estreou no Campeonato Carioca, na quinta rodada da Taça Guanabara (primeiro turno do Estadual), foram só vitórias. Seis, mais precisamente. A turma de Jorge Jesus ainda não perdeu pontos na competição e pretende manter essa marca intacta neste sábado, quando pisará no gramado do Maracanã às 18h para enfrentar a Portuguesa, pela terceira rodada da Taça Rio (segundo turno).

O jogo contra o Resende, no dia 3 de fevereiro, foi o primeiro dos titulares flamenguistas no Carioca - vitória por 3 a 1. De lá para cá, o Flamengo acumulou mais cinco triunfos na competição, incluindo nessa sequência a semifinal e a final da Taça Guanabara e as duas primeiras rodadas da Taça Rio. Não por acaso, o time é muito favorito para conquistar mais uma vitória neste sábado, apesar de ser obrigado a jogar em um cenário estranho. Acostumados a atuar em um Maracanã lotado pela torcida rubro-negro, os jogadores não terão o apoio de sua torcida, já que a partida será disputada com portões fechados por causa da pandemia do coronavírus.

Além das seis vitórias no Carioca, a equipe principal do Flamengo também venceu um jogo pela Recopa Sul-Americana e dois pela Copa Libertadores. Desde que voltaram das férias, no fim de janeiro, os jogadores campeões brasileiros e sul-americanos só não ganharam uma partida: a primeira da Recopa, contra o Independiente del Valle, no Equador, que terminou empatada por 2 a 2.

Caso confirme seu favoritismo e vença a Portuguesa, o Flamengo chegará a nove pontos na classificação do Grupo A da Taça Rio. Isso deixará a equipe muito perto de uma das vagas na semifinal, já que a etapa classificatória do segundo turno do torneio estadual tem apenas cinco rodadas.

O Flamengo luta para conquistar o bicampeonato carioca sem a necessidade de uma decisão do título. Isso vai ocorrer em caso de conquista da Taça Rio, já que a equipe ganhou a Taça Guanabara - a menos que outro clube acumule mais pontos do que os rubro-negros nos dois turnos, o que provocaria a realização de uma final.

Jorge Jesus não tem grandes problemas para escalar sua equipe para enfrentar a Portuguesa, até porque seu elenco lhe oferece muitas opções de boa qualidade. Arrascaeta e Bruno Henrique, que participaram da vitória por 3 a 0 sobre o Barcelona, do Equador, na quarta-feira, pela Libertadores, sem estar em suas melhores condições físicas podem ser poupados. O fato de o time não ter mais o compromisso pela competição sul-americana na próxima semana, por causa do coronavírus, deve evitar que outros titulares fiquem fora da partida - para azar da Portuguesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.