Já rebaixado, Atlético-GO encara o Grêmio e quer terminar o ano com dignidade

Sonho de se manter na primeira divisão nacional terminou após o empate com a Chapecoense

Estadao Conteudo

26 Novembro 2017 | 09h14

O Atlético Goianiense já está rebaixado no Campeonato Brasileiro, mas o discurso dos jogadores é de terminar a temporada com dignidade. O empate por 1 a 1 com a Chapecoense no último final de semana encerrou o sonho de se manter na primeira divisão nacional, mesmo com dois jogos de antecedência. Neste domingo, às 17 horas, o time tem compromisso marcado contra o Grêmio, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, pela 37.ª e penúltima rodada.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro 

A campanha no primeiro turno explica o rebaixamento antecipado: em 18 jogos venceu apenas três, com 13 derrotas e ainda três empates. Agora com 34 pontos, o Atlético Goianiense cresceu de produção no segundo turno em 16 partidas: com seis vitórias, três empates e ainda sete derrotas. Depois do Grêmio, fecha a temporada contra o Fluminense, em Goiânia.

"Ficou um gosto de quero mais porque no segundo turno a equipe encaixou. Fizemos grandes jogos, acho que faltou nos jogos em casa sermos melhores. Se tivéssemos feito o primeiro turno igual ao segundo estávamos em uma situação diferente", disse Breno Lopes em entrevista coletiva. "É uma sequência boa para mostrarmos o nosso trabalho. O mais importante de tudo é manter a pegada", completou.

Sem nenhum jogador suspenso ou lesionado, o técnico João Paulo Sanches deve manter o mesmo time da última rodada. E manter a esperança de não sofrer outra derrota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.