STR / JIJI PRESS / AFP
STR / JIJI PRESS / AFP

Japão faz quatro gols em amistoso contra o Paraguai antes de enfrentar o Brasil na segunda-feira

Seleção nipônica vence por 4 a 1 jogo preparatório para a Copa do Mundo do Catar

Redação, Estadão Conteúdo

02 de junho de 2022 | 11h02

O Japão derrotou nesta quinta-feira o Paraguai por 4 a 1, em amistoso preparatório para a Copa do Mundo do Catar, realizado diante de 42.300 torcedores em Sapporo. A seleção japonesa enfrenta a brasileira na segunda-feira, em partida marcada pela CBF para testar o time de Tite, que nesta quinta passou pela Coreia do Sul por 5 a  1, com dois gols de Neymar - ele tem agora 73 na seleção.

Liderados por Kamada, atleta do Eintracht Frankfurt, atual campeão da Liga Europa, os japoneses imprimiram um ritmo forte desde o início da disputa, não dando oportunidades de ataque para os paraguaios. Foram três as oportunidades dos asiáticos abrirem o placar logo nos primeiros minutos. O Paraguai não está no Mundial do Catar, marcado para começar em 21 de novembro.

Mas o primeiro gol japonês só foi sair aos 36 minutos de bola rolando, com Asano. Kamada, aos 42, aumentou a vantagem para a seleção anfitriã. No intervalo, o técnico Hajime Moriyasu mudou a equipe e a intensidade foi menor na etapa final. Mesmo assim, os donos da casa ampliaram a contagem.

O Paraguai aproveitou para se aventurar no ataque e Derlis González diminuiu o prejuízo, aos 14 minutos. Mas o gol sofrido reanimou os japoneses, que voltaram a aumentar o ritmo. No primeiro ataque, Mitoma fez o terceiro, aos 15 minutos. Tanaka fez o quarto para o Japão, aos 40, mas a vantagem poderia ter sido ainda maior, pois Rojas defendeu um pênalti cobrado por Doan, além de outras três claras oportunidades criadas pela seleção asiática.

Enquanto o Japão encara o Brasil, o Paraguai, fora do Mundial do Catar depois de uma campanha ruim nas Eliminatórias Sul-Americana, terá pela frente a Coreia do Sul, em jogo marcado para o dia 10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.