JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Jogadores do Palmeiras minimizam decisão adiada: 'Dependemos só de nós'

Lucas Lima e Dudu mantém a calma e vêm equipe mais próxima de confirmar a taça

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2018 | 00h14

Os jogadores do Palmeiras evitaram falar em tom de lamento nesta quarta-feira, no Allianz Parque, depois de quase terem confirmado o título do Campeonato Brasileiro com duas rodadas de antecedência. Depois de bater o América-MG por 4 a 0, o time afirmou que apesar de o resultado não ter sido suficiente, colocou a equipe mais perto do objetivo e em situação mais confortável.

A partir de agora, o Palmeiras não precisará mais torcer por tropeços de adversários. "Dependemos só de nós. Fizemos nossa parte, nosso dever de casa. Não deu, mas temos uma boa vantagem ainda", explicou o meia Lucas Lima. Para ter sido campeão nesta quarta, a equipe alviverde precisaria contar também no mínimo um empate do Flamengo, que venceu o Grêmio no Maracanã. O restante da combinação deu certo: vitória alviverde e derrota do Inter no Beira-Rio.

"Acho que ficamos mais perto ainda. Temos dois jogos para fazer quatro pontos. Temos que descansar, esquecer um pouco a ansiedade. Domingo tem um jogo muito difícil, a gente precisa somar pontos", afirmou o atacante Dudu, autor do terceiro gol. Para ser campeão na próxima rodada, o Palmeiras vai precisar apenas ganhar do Vasco, em São Januário, ou torcer para que o Flamengo não vencer o Cruzeiro, no Mineirão.

A definição adiada não deixou o time desanimado. Na saída de campo, os jogadores afirmaram que o principal é não enfatizar tanto os resultados, mas sim a postura do Palmeiras. "O que a gente mais conversou foi procurar um ponto de equilíbrio. Estamos pertos de ser campeões, normal vir a euforia do torcedor, mas nós estamos dentro de campo e temos que ter o equilíbrio mental nas jogadas", comentou o atacante Willian.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.