Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Maxim Shemetov/Reuters
Maxim Shemetov/Reuters

Kokorin rompe ligamento do joelho e desfalca a Rússia na Copa do Mundo

Atacante balançou as redes 12 vezes em 48 jogos pela seleção de seu país e é o vice-artilheiro do campeonato local

Estadão Conteúdo

16 de março de 2018 | 14h02

A seleção russa sofreu uma baixa importante para a disputa da Copa do Mundo. O atacante Alexander Kokorin rompeu o ligamento cruzado do joelho direito e, como a previsão de retorno após a cirurgia é de ao menos seis meses, está fora do Mundial, que começa em junho e do qual a Rússia é anfitriã.

+ Com Copa em risco, Filipe Luis evita lamentar lesão e diz: 'Vou lutar até o fim'

+ Técnico da Espanha convoca Diego Costa e deixa Morata fora de lista

A lesão ocorreu nesta quinta-feira, nos primeiros minutos do empate em 1 a 1 entre Zenit e RB Leipzig, da Alemanha, pelas oitavas de final da Liga Europa, que eliminou o time russo do torneio (RB Leipzig passou pelo placar agregado de 3 a 2). Em nota, após exames médicos, o clube confirmou a lesão do atacante e informou que ele viajará para Roma para passar por cirurgia, mas ainda sem data marcada.

Kokorin, que balançou as redes 12 vezes em 48 jogos pela seleção, é um dos principais nomes da seleção russa e vice-artilheiro do campeonato local, com dez gols, dois a menos que Smolov, que atua no Krasnodar e deverá ser o atacante titular no Mundial. Ele estava na lista dos convocados para enfrentar o Brasil no próximo dia 23, em Moscou, em amistoso preparatório para a Copa.

Esta é a terceira lesão sofrida por um jogador da Rússia neste ano. Além de Kokorin, os zagueiros Vasin e Dzhikiya também romperam os ligamentos do joelho e dificilmente jogarão o Mundial.

"Todo mês neste ano recebemos notícias desagradáveis de lesões graves de jogadores importantes do elenco", lamentou o técnico Stanislav Cherchesov, que não tem uma relação boa com Kokorin em razão de algumas atitudes do jogador. "Nosso trabalho é fazer o melhor que podemos para compensar estas perdas a nos preparamos bem para a Copa do Mundo", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.