Sascha Steinbach/ EFE
Sascha Steinbach/ EFE

Löw anuncia que não mais convocará Müller, Boateng e Hummels para a Alemanha

Treinador diz que trio de jogadores do Bayern de Munique não faz parte dos seus planos para o futuro

Redação, Estadão Conteúdo

05 de março de 2019 | 13h53

O decepcionante desempenho da seleção da Alemanha em 2018, com a eliminação precoce na Copa do Mundo e o rebaixamento na recém-criada Liga das Nações, vai provocar uma reformulação na equipe, com o descarte de nomes que fizeram história pela equipe. Nesta terça-feira, o técnico Joachim Löw anunciou que não vai mais convocar o meia-atacante Thomas Müller e os zagueiros Jerome Boateng e Mats Hummels.

Löw avisou que o trio de jogadores do Bayern de Munique não faz parte dos seus planos para o futuro. "Agora é hora de definir o caminho para o futuro. Queremos dar uma nova cara à equipe. Estou convencido de que este é o passo certo", afirmou o treinador, que esteve pessoalmente com os atletas em Munique para anunciar a sua decisão.

Todos eles ajudaram a seleção alemã a conquistar o título da Copa do Mundo em 2014. Quatro anos depois, porém, fizeram parte do fracasso da equipe nacional, eliminada na fase de grupos do torneio na Rússia.

O treinador da Alemanha também disse que quer deixar claro ser esta a hora certa para um "novo começo" na seleção, antes do começo das Eliminatórias para a Eurocopa de 2020. E o presidente da Federação Alemã de Futebol, Reinhard Grindel, apoiou a decisão de Löw.

Agora com a carreira encerrada na seleção, Müller, de 29 anos, marcou 38 gols em cem partidas pela Alemanha, sendo um dos seus pilares desde que foi o artilheiro da Copa do Mundo de 2010, quando também recebeu o Prêmio de Melhor Jovem Jogador. Hummels e Boateng, ambos de 30 anos, disputaram, respectivamente, 70 e 74 jogos pela equipe nacional.

"Estou triste pela notícia porque, para mim, a maior coisa foi representar meu país. Porém, respeito o novo rumo e compreendo a decisão do treinador", escreveu Boateng em seu perfil no Twitter. "Sempre tive orgulho de vestir a camiseta da seleção e nunca esquecerei o verão de 2014. Porém, naturalmente, desejaria outra despedida para nós", concluiu.

Em março, a Alemanha vai entrar em campo nos dias 20, para amistoso contra a Servia, e 24, diante da Holanda, na sua estreia nas Eliminatórias para a Eurocopa de 2020.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.