Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Lucas Braga se inspira em Soteldo para liderar jovem ataque do Santos

Jogador venezuelano era uma das peças mais importantes do elenco santista

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2021 | 05h00

Com a saída de Soteldo para o Toronto FC e a fase irregular de Marinho, Lucas Braga vem despontando como uma das principais referências do Santos na temporada. Bem articulado, o atacante tem dado conta do recado e até assumiu posição de liderança no elenco, orientando jogadores mais jovens que ele.

Contra o The Strongest, ele balançou as redes mais uma vez na goleada de 5 a 0, na Vila Belmiro. Chegou, assim, ao seu quarto gol em 12 jogos na temporada 2021, se isolando na artilharia da equipe. Para efeito de comparação, Marinho marcou apenas dois gols na nova temporada.

"Fico muito feliz com esta marca. Espero poder continuar crescendo, evoluindo, trabalhando", diz o atacante, evitando valorizar o número. "É uma vitória que dá confiança grande para a gente. Que possamos melhorar cada vez mais nas competições", acrescentou, após a goleada desta terça-feira.

Lucas Braga diz que sua inspiração é o próprio Soteldo, que liderou o ataque santista na última temporada. "É um grande jogador, aprendi muito com ele. Ele ensinava muitas coisas para mim. Apesar da pouca idade, era um cara referencial, um dos melhores pontas do futebol brasileiro. Quero poder substituir ele e ajudar. Dar continuidade ao que ele fez e, se possível, até melhor."

O esforço já traz resultados. Contra o The Strongest, o jogador destro marcou pela segunda vez seguida com a perna canhota. "É preciso trabalhar ambas as situações. Hoje existe um grande estudo dos marcadores. Às vezes, eles marcam uma jogada por dentro e é preciso ter o recurso de ir por fora também. Pensando nisso, eu tenho trabalhado essa possibilidade (de finalizar com a esquerda)."

Aos 24 anos, o jogador que veio da base do J. Malucelli parece um veterano diante dos companheiros de ataque. E não por acaso. Marcos Leonardo tem apenas 18 anos, Kaio Jorge completou 19 e Ângelo apresenta somente 16 anos. O meio-campo ainda tem Sandry (18), Gabriel Pirani (19), Kevin Malthus (18) e Ivonei (19).

"O diferencial do Santos desde o ano passado foi o ambiente que é criado dentro dos treinamentos. Procuramos sempre deixar todos, apesar da idade, sempre muito à vontade. E isso tem sido o diferencial. Quando a pessoa está confiante, tem um bom ambiente e uma boa relação, o futebol flui melhor", afirma Lucas Braga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.