Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Lucas Lima decide e Palmeiras bate o Botafogo pelo Brasileirão

Meia marca os dois gols em vitória alviverde, que mantém time invicto e sem tomar gol sob o comando de Felipão

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

22 Agosto 2018 | 22h59

O Palmeiras tem o luxo de ter no banco um jogador diferenciado chamado Lucas Lima. Reserva do time, o meia entrou no segundo tempo para decidir a favor do time contra o Botafogo, nesta quarta-feira, no Allianz Parque. Os dois gols dele garantiram a vitória por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, em uma partida até então bastante complicada e de pouca inspiração do time.

O calibrado pé esquerdo de Lucas Lima mostrou capricho para arrematar de primeira cruzamento vindo de Dudu. Depois, o jogador cobrou falta indefensável para fazer o Palmeiras garantir um resultado importante. São oito jogos seguidos sem levar gol e como o líder São Paulo tropeçou, a equipe alviverde se aproximou da parte de cima de tabela. São agora seis pontos de diferença.

O Palmeiras escalou a força máxima contra o Botafogo e tentou mostrar desde o início o poderio dos titulares. Tabelas rápidas, deslocamentos e chutes de longe faziam parte do repertório para superar a retranca adversária. Só no primeiro tempo, foram cinco chances claras de gol, uma delas com bola no travessão. O time pecou pela falta de capricho na hora de concluir as chances e pelos erros de passes.

LUCAS LIMA ENTRA E DEFINE PARA O PALMEIRAS

Com o Botafogo inofensivo, ainda no fim do primeiro tempo o técnico Luiz Felipe Scolari conversou com Lucas Lima e o colocou no time após o intervalo. O plano foi reforçar o setor de criação, porém o time não respondeu. Disperso, passou a dar espaços na defesa e se atrapalhar nos lances ofensivos. Em um deles, por exemplo, Borja ficou mal posicionado e finalizou para fora uma bola que ia na direção do gol.

O jogo caiu de ritmo e só voltou a ficar movimentado por algumas discussões em campo. Para tentar ganhar, Felipão recorreu a outra arma conhecida, a bola aérea. Deyverson entrou para tentar comprovar a boa fase, com três gols nas duas últimas partidas pelo Brasileirão, e buscar corresponder com cabeçadas perigosas. O alento, no entanto, veio por outro caminho. O lateral botafoguense Moisés foi expulso.

Com um a mais, o Palmeiras a partir dali aumentaria a pressão em busca do gol, mas não precisou esperar tanto para conseguir finalmente o gol. Aos 32 minutos, Dudu cruzou para Lucas Lima finalizar de primeira, no canto. Já empolgado pelo gol, o time teve um pênalti a favor logo depois. Como se tornou rotina no ano, a equipe desperdiçou a cobrança. Dudu chutou para a defesa de Saulo. Foi a 5ª cobrança errada seguida.

Porém, não haveria motivo para lamentar. Aos 42 minutos, Lucas Lima cobrou falta no ângulo para decidir a partida e deixar um recado claro: ele tem condições e vai brigar pela vaga de titular do time.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 X 0 BOTAFOGO

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Antonio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Lucas Lima) e Moisés; Willian, Dudu (Artur) e Borja (Deyverson). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

BOTAFOGO: Saulo; Marcinho, Igor Rabello, Yago e Moisés; Jean, Luiz Fernando (Ezequiel), Gustavo Bochecha (Gilson), Matheus Fernandes e Rodrigo Pimpão; Brenner (Aguirre). Técnico: Zé Ricardo

Gols: Lucas Lima, aos 32 e aos 42 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Anderson Daronco (RS).

Cartões amarelos: Moisés (Botafogo), Gustavo Bochecha, Brenner, Edu Dracena, Igor Rabello, 

Gilson, Dudu.

Cartão vermelho: Moisés (Botafogo).

Público total: 24.882 torcedores.

Renda: R$ 1.446.357,26.

Local: Allianz Parque, em São Paulo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.