Ronny Hartmann/AFP
Ronny Hartmann/AFP

Mourinho nega ter pedido adiamento para o retorno do Campeonato Inglês

"Eu não pedi nenhum adiamento. Eu quero treinar e estou desesperado para a Premier League voltar assim que for possível, mas com segurança", disse o treinador português

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de maio de 2020 | 13h40

José Mourinho, técnico do Tottenham negou, nesta quinta-feira, ter pedido adiamento do reinício do Campeonato Inglês, durante reunião nesta quarta-feira entre os treinadores e capitães das equipes que disputam a Premier League. O retorno está previsto para 12 de junho.

Segundo o português, sua opinião foi mal interpretada pela imprensa. "Não acho que minha posição na reunião tenha sido refletida com fidelidade na imprensa. Eu não pedi nenhum adiamento. Eu quero treinar e estou desesperado para a Premier League voltar assim que for possível, mas com segurança. Especialmente agora que estamos vendo como outras ligas se preparam para a ação", informou um comunicado do time de Londres.

O treinador também afirmou na nota estar "extremamente orgulhoso" de como os jogadores se mantiveram em forma durante o período de pandemia do novo coronavírus. O Campeonato Inglês foi suspenso no começo de abril, quando o Liverpool tinha 25 pontos (82 a 57) de vantagem sobre o Manchester City na classificação, com nove rodadas a serem disputadas.

Nesta quinta-feira, a Premier League encerra as reuniões com o governo, polícia e Federação Inglesa de Futebol. Na segunda-feira, os clubes votarão para dar sinal verde ou não para o reinício da liga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.