Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Nova queda em clássico complica situação de Dorival Junior no São Paulo

Situação do treinador é apontada como 'insustentável' após terceira derrota em clássicos no ano

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

09 Março 2018 | 00h20

O técnico Dorival Junior volta a ficar bastante pressionado no comando do São Paulo depois de mais uma queda em clássicos na temporada. O tropeço diante do Palmeiras por 2 a 0 foi o terceiro, depois das derrotas para o Corinthians por 2 a 1 e para o Santos por 1 a 0. O treinador corre sério risco de deixar o comando do time ainda nesta sexta-feira. Ainda não há uma confirmação oficial do clube a respeito do futuro de Dorival. 

Valdívia lamenta nova derrota tricolor no Allianz: 'Perdemos para nós mesmos'

Após o jogo, o treinador demonstrou otimismo, mas reconheceu o desempenho ruim do time. “Procuro fazer meu trabalho. Tento fazer meu melhor, mas alguns resultados não nos agradam”, analisou o treinador. “É uma indignação grande. Mas acredito muito no que está sendo desenvolvido e acho que coisas boas ainda podem acontecer ao São Paulo.”

O treinador reconheceu o clima ruim após mais uma derrota em clássico, mas disse estar confiante. “Hoje o Palmeiras mereceu ganhar do São Paulo, mas contra o Corinthians foi outro desenho, tivemos oportunidades para até virar a partida. E contra o Santos sofremos um gol mesmo atacando o tempo todo. Não é normal perder clássicos dessa maneira. Estamos muito chateados, mas também confiantes sempre. O trabalho não se resume a algumas partidas.”

Bancado pela diretoria tricolor mesmo com protestos e pressão interna por sua demissão há algumas semanas, Dorival conseguiu uma sobrevida com a condição de que os resultados aparecessem. Fez mudanças, venceu o CRB na Copa do Brasil e o Linense no Paulistão, mas o jogo contra o Palmeiras era visto como decisivo para a permanência do treinador no comando do time. Conselheiros do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, já insistem que o treinador não merece novas chances.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.