Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Pablo volta aos treinos no São Paulo e deve jogar o clássico com o Palmeiras

Artilheiro do time tricoclor na temporada era dúvida por causa de dores na panturrilha

Gonçalo Junior, Estadão Conteúdo

05 de abril de 2019 | 14h02

Ausente de todos os treinos que o São Paulo realizou nesta semana por causa de dores na panturrilha, o atacante Pablo voltou aos treinamentos na manhã desta sexta-feira no CT da Barra Funda. Com isso, sua presença no clássico diante do Palmeiras, domingo, às 16 horas, no Allianz Parque, pelas semifinais do Paulistão, está praticamente confirmada. O treino foi fechado à presença da imprensa.

A comissão técnica tricolor, liderada por Cuca, mostrou otimismo depois da sensível melhora do atacante nas últimas 24 horas após tratamento no Reffis, o núcleo de recuperação fisioterápica e fisiológica do clube.

Pablo é o artilheiro do São Paulo na temporada, com gols quatro gols. A última vez que ele marcou, porém, foi na vitória por 2 a 0 sobre o Bragantino, no dia 3 de março, pela nona rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista. Mesmo sem balançar as redes há mais de um mês, ele tem sido importante na preparação de jogadas e no entrosamento com os garotos do meio de campo, especialmente Antony.

Caso Pablo não possa jogar, o técnico Cuca tem Gonzalo Carneiro, opção que reúne as mesmas características de presença de área, ou Brenner, alternativa de velocidade pelos lados do campo. Essa opção também pode ser realizada por Everton, que entraria no lugar de Everton Felipe.

Após o empate no jogo de dia por 0 a 0, uma nova igualdade, por qualquer placar, no Allianz Parque, leva a decisão da vaga na final para os pênaltis. O outro confronto que definirá o segundo finalista do Estadual será na segunda-feira, às 20 horas, no Pacaembu, onde Santos e Corinthians se enfrentam. No duelo de ida, em Itaquera, os corintianos venceram por 2 a 1, no último domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.