Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras e Internacional empatam sem gols em 'jogo das defesas' no Beira-Rio

Empate entre equipes favorece o líder São Paulo, que amplia sua vantagem para três pontos

Dani Arruda, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

26 Agosto 2018 | 18h07

Internacional e Palmeiras empataram por 0 a 0, neste domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o clube gaúcho chega aos 42 pontos, na segunda colocação, três pontos atrás do líder São Paulo, que venceu o Ceará na rodada. O time paulista vem logo atrás, em quarto lugar, com 37 pontos.

O jogo marcou o confronto de duas das melhores defesas da competição. O Inter tem a segunda menos vazada, com apenas 12 gols sofridos; o Palmeiras a terceira, com 15. O Grêmio é o time que menos sofreu gols no Brasileirão: 11. O time gaúcho chega ao sexto jogo sem sofrer gols no Campeonato Brasileiro. Já o Palmeiras, não sofre gols há nove partidas, incluindo jogos da Copa do Brasil e da Libertadores

Na próxima rodada, os dois times voltam a campo domingo, às 19h, como visitantes. O Palmeiras vai a Chapecó enfrentar a Chapecoense, enquanto o Internacional encara o Cruzeiro, no Mineirão. Antes disso, o Palmeiras terá uma decisão pela Libertadores na quinta-feira. Encara o Cerro Porteño, no Allianz Parque, lutando por uma vaga às quartas de final, depois de vencer o primeiro confronto no Paraguai por 2 a 0. 

PALMEIRAS MELHOR NO 1º TEMPO

O Palmeiras surpreendeu no primeiro tempo. Quem esperava o clube paulista retrancado em seu campo de defesa, saindo no contra-ataque e aproveitando apenas os espaços deixados pelo Internacional, se equivocou. 

Apesar do equilíbrio que marcou a primeira etapa, o time de Felipão se impôs no Beira-Rio, manteve a posse de bola no seu ataque e pouco foi incomodado pelo adversário. O Inter pressionou apenas nos minutos finais. Nos números, o Palmeiras teve dez finalizações, contra apenas três do colorado gaúcho.

A estratégia do Palmeiras foi explorar o lado esquerdo do ataque, em cima do lateral rival Zeca, alternando com Victor Luis e Hyoran. E deu certo. Foi por aquele lado que o alviverde criou as melhores chances e esteve mais próximo do gol, com Jean (aos 6 e aos 9 minutos) e Deyverson (aos 23 e 32 minutos).

INTER CRESCE NA 2ª ETAPA

No segundo tempo o jogo mudou de panorama, ficou mais aberto e movimentado. O Internacional, até então apático, se impôs e empurrou o adversário para o campo de defesa em busca da vitória. O Palmeiras, por sua vez, não se intimidou e, quando teve chances de sair para o contra-ataque, levou perigo ao gol de Lomba.

A melhor chance do Inter aconteceu aos 32 minutos. Após cobrança de escanteio, Cuesta  desviou de cabeça dentro da pequena área e Weverton fez ótima intervenção. Nos minutos finais o Palmeiras, voltou a pressionar o Internacional, que segurou a pressão e evitou um resultado negativo diante dos seus torcedores.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 0 x 0 PALMEIRAS

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca (D'Alessandro), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Rossi (Camilo), Edenílson, Patrick e Nico López; Jonatan Álvez (Brenner). Técnico: Odair Hellmann.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan e Victor Luis (Diogo Barbosa); Thiago Santos, Lucas Lima (Bruno Henrique), Jean, Moisés e Hyoran (Willian); Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

CARTÕES AMARELOS: Moledo e Iago; Gustavo Gómez, Diogo Barbosa e Marcos Rocha.

ÁRBITRO: Bruno Arleu de Araújo.

LOCAL: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.