JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Palmeiras evita euforia e prega humildade antes de clássico

Jogadores minimiza crise no Corinthians e afirmam que apesar de bom momento, vão deixar a empolgação de lado

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

06 Setembro 2018 | 20h08

O elenco do Palmeiras tem evitado comemorar o bom momento vivido pelo clube. Na quarta-feira, depois de vencer o Atlético-PR por 2 a 0, no Allianz Parque, e chegar à oitava rodada sem perder no Campeonato Brasileiro, o elenco garantiu que a boa sequência não pode ser motivo para celebrar, principalmente quando se trata de dias que antecedem um encontro com o Corinthians.

O Palmeiras está a somente três pontos do líder do Brasileiro, o Inter, e terá pela frente no domingo um adversário que trocou de técnico e vive período conturbado. "Em clássico tudo se nivela. O importante é o Palmeiras pensar em si, procurar fazer um bom jogo e respeitar o Corinthians. A gente sabe que nada melhor do que um clássico para se reerguer. Então, vamos manter os pés no chão", disse o zagueiro Edu Dracena.

Os jogadores evitaram comentar que o Palmeiras seja favorito para o clássico. "Estamos deixando a empolgação de lado. Procuramos fazer nosso trabalho jogo por jogo. Isso está sendo a principal características do nosso grupo", afirmou o lateral-esquerdo Victor Luís. A torcida manifestou ansiedade para a partida, ao gritar na quarta-feira "dia 9", em referência a domingo, e já ter comprado 35 mil ingressos para o clássico.

"Estamos tranquilos, com os pés no chão. Não ganhamos nada ainda. É um momento importante, bom para equipe. Temos que aproveitar isso, mas com seriedade", disse o zagueiro Edu Dracena, que na quarta-feira, contra o Atlético-PR, chegou à marca de cem partidas disputas pelo clube.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.