Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras libera Dudu a viajar para se reunir com dirigentes do Al-Duhail

Atacante está perto de assinar contrato de empréstimo com o clube do Catar

Ciro Campos e Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2020 | 18h04

O Palmeiras liberou o atacante Dudu a viajar para se reunir com dirigentes do Al-Duhail, no Catar, na próxima semana. A transferência do jogador está em estágio final, mas ainda restam detalhes para a conclusão. Os valores da operação e a forma de pagamento estão acertados entre as partes. Dudu já realizou exames médicos nos últimos dias para acertar com o Al-Duhail. O entrave vinha sendo em relação a burocracias referentes à troca de documentos entre advogados e versões traduzidas das minutas redigidas entre os dois clubes. 

O atacante deve sair do Palmeiras inicialmente por empréstimo válido por um ano, em transação que renderá 7 milhões de euros (R$ 42 milhões) ao Palmeiras. Ao fim desse período, de acordo com metas de atuações e gols previstas em contrato, o jogador poderá ser comprado em definitivo. O Al-Duhail pagaria mais R$ 42 milhões e ficaria com 80% dos direitos econômicos. O restante da parcela continuaria com o Palmeiras.

As partes dizem não haver pressa para finalizar o acordo. A janela de transferências do Catar só abre no dia 3 de agosto. A negociação se arrasta há duas semanas e pode ser concluída em breve. Inicialmente, o clube do Catar, país-sede da próxima Copa do Mundo, em 2022, pagaria R$ 80 milhões pelo jogador. Não havia a opção de empréstimo. Dudu sempre se mostrou favorável à negociação e deu sinal verde para seus agentes.

No Palmeiras desde 2015, o atacante tem 305 jogos pelo clube, com 70 gols e 75 assistências. O jogador ganhou pelo Palmeiras os títulos da Copa do Brasil de 2015 e do Campeonato Brasileiro em 2016 e 2018. Neste ano, o jogador marcou dois gols e deu três assistências. Ele tem contrato até o fim de 2023. Dudu aceitou permanecer no clube depois de forte assédio da China. Ficou a pedido do então técnico Felipão. Luxembugo também contava com ele nesta temporada. Queria seu principal jogador mais próximo do gol. 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasDudufutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.