Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras se precavê de saída de Mina e aumenta opções na zaga

Clube se esforça para manter os cinco jogadores da posição e prepara as chegadas de outras opções para o elenco

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 de dezembro de 2017 | 07h00

Nesta janela de transferências o Palmeiras tem se movimentado para aumentar as opções em um setor inesperado. Apesar de fechar o ano com cinco zagueiros no elenco, o clube já contratou mais um (Emerson Santos, do Botafogo), chegou a conversar com Pablo (ex-Corinthians) e deve contar com o retorno de Thiago Martins (emprestado ao Bahia) para iniciar a pré-temporada.

+ Com venda de 'porcotone', arena do Palmeiras abre loja virtual

+ Felipe Melo e Clayson serão julgados de novo no STJD

A lista para a posição é ainda maior, pois aos poucos o elenco profissional utiliza nas atividades o zagueiro Vitão, de apenas 17 anos. Até o momento o clube não registrou baixas no setor, que conta com Mina, Edu Dracena, Antônio Carlos, Luan e Juninho. Os dois últimos nomes foram comprados em definitivo em 2017, com contribuição da patrocinadora, a Crefisa.

Da relação de zagueiros à disposição, o Palmeiras procurou encaminhar a permanência de Antonio Carlos. O defensor está emprestado pelo Tombense até o fim do ano e mesmo após ter disputado somente nove partidas, deve ter o contrato renovado por mais uma temporada. Com isso, no momento o clube tem assegurada a permanência de cinco jogadores da posição e mais um reforço confirmado.

No meio do ano o clube se prepara para perder o colombiano Yerry Mina. O defensor tem pré-contrato para defender o Barcelona depois da Copa do Mundo. A saída de um titular levou a diretoria a já trazer no ano passado Luan e Juninho e também motiva o monitoramento de oportunidades nesta janela de transferências. Foi esse foco que permitiu ao Palmeiras iniciar conversas por Pablo, ex-Corinthians.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.