Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Palmeiras se prepara para possíveis baixas no setor defensivo

Empréstimos de jogadores e possível negociação com Barcelona por Mina deixam diretoria preparada para mudanças

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

05 Janeiro 2018 | 07h00

O mercado de transferências no Palmeiras ainda está aberto para possíveis saídas. Embora a diretoria considere não ser mais necessário trazer jogadores, está disposta a reduzir o elenco e nesse processo, a defesa é quem deve perder peças. O lateral-direito Fabiano e os zagueiros Thiago Martins e Mina estão entre os possíveis jogadores a deixar o plantel.

+ Reforços acirram briga por vaga na defesa

+ Tabela do Campeonato Paulista

O técnico Roger Machado conta atualmente com 34 jogadores. O número pretendido por ele para trabalhar é de 31, como realizado em 2017. Para auxiliar nessa conta de redução, o primeiro nome a sair deve ser Fabiano. O lateral está listado para possíveis transferências por empréstimo, já que a posição conta com Mayke, Marcos Rocha e a possível utilização de Jean pelo setor.

A mesma operação por empréstimo pode ser realizada com Thiago Martins. O zagueiro passou os meses finais do ano passado cedido ao Bahia. O clube nordestino tem interesse em contar novamente com ele. O defensor por enquanto trabalha com o restante do elenco na pré-temporada, até a definição sobre o destino.

O clube aguarda o retorno de Mina, que deve se apresentar nesta sexta-feira, para avaliar com o colombiano a proposta recebida pelo Barcelona. Apesar de ter a preferência de compra pelo zagueiro para depois da Copa do Mundo, o clube catalão quer antecipar esse processo e levar o jogador já neste mês. O Palmeiras vai conversar com o atleta para definir a situação.

Como o colombiano veio em 2016 com recursos pagos pelo então presidente do clube, Paulo Nobre, o dirigente terá de ser ressarcido quando Mina for vendido. O aporte na época foi de R$ 12 milhões, valor que precisará ser devolvido com correção monetária. Clube formador do jogador, o Santa Fé terá direito a uma fatia e o Palmeiras, ficará com o restante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.