Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Pedrinho brilha, Corinthians empata e está na semifinal da Copa Sul-Americana

Time fica no 1 a 1 com o Fluminense e agora vai enfrentar o Independiente del Valle, do Equador

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2019 | 23h31

Com dores no quadril, o meia Pedrinho chegou a ser dúvida para enfrentar o Fluminense no Maracanã. Mas, após um certo suspense, o jogador foi confirmado, entrou em campo e ajudou o Corinthians a empatar por 1 a 1 e se classificar para a semifinal da Copa Sul-Americana ao marcar um belo gol. A partida marcou a estreia do técnico Oswaldo de Oliveira no Flu.

Com o resultado, o Corinthians vai enfrentar agora o Independiente del Valle, do Equador, em duas partidas. Já no outro lado da chave, também na semifinal, o duelo será entre Atlético-MG e Colón, da Argentina. Os vencedores dos duelos farão a decisão da Copa Sul-Americana em jogo único que será realizado no dia 9 de novembro, no Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai.

Pedrinho marcou seu gol em um momento importante da partida, no segundo tempo. O Fluminense pressionava, pois o confronto de ida havia terminado em um empate sem gols, até que Clayson disparou pela esquerda e tentou chutar no canto. A bola desviou em Igor Julião e sobrou para Pedrinho, que vinha na corrida e tocou para o gol. O jogador vem fazendo uma boa temporada pelo Corinthians. Aos 21 anos, disputou 42 partidas no ano e marcou seis gols, sendo dois deles na Copa Sul-Americana. O bom momento, aliado à juventude, fez o meio-campista ser cobiçado por algumas equipes europeias, mas a diretoria do clube e o próprio atleta entenderam que não era o momento de se transferir.

Com ele em campo, o Corinthians manteve a estratégia de se defender e apostar nos contra-ataques. O Fluminense teve boas chances com Nenê e Marcos Paulo no primeiro tempo, mas a melhor oportunidade veio com Vagner Love, que chutou de primeira na saída de Muriel, que espalmou e a bola tocou no travessão.

Os dois goleiros trabalharam muito na partida. Antes do intervalo, Muriel tentou sair jogando e errou. Mateus Vital pegou a bola, driblou seu marcador, invadiu a área e chutou, mas Muriel salvou com ótima defesa. Do outro lado, Cássio também mostrou serviço e na etapa final pegou um chute de Allan e espalmou uma cobrança de falta perigosa de Nenê.

No final da partida, Pedrinho acabou sentindo e deixou o campo de maca. O técnico Fábio Carille perdeu sua estrela e colocou Ramiro no time. Pouco depois, o Fluminense fez um gol com Pablo Dyego, o VAR (árbitro de vídeo) foi acionado e o juiz confirmou o gol em lance polêmico. O Fluminense pressionou, mas o Corinthians se defendeu e garantiu a classificação.

 

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 1 x 1 CORINTHIANS

Fluminense: Muriel; Igor Julião, Nino, Digão e Caio Henrique; Allan, Daniel (João Pedro), Ganso (Pablo Dyego) e Nenê; Marcos Paulo (Wellington Nem) e Yony González. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Corinthians: Cássio; Fagner, Gil, Manoel e Danilo Avelar; Júnior Urso, Gabriel, Pedrinho (Ramiro), Mateus Vital (Gustagol) e Clayson (Matheus Jesus); Vagner Love. Técnico: Fábio Carille.

Gols: Pedrinho, aos 10, e Pablo Dyego, aos 37 minutos do 2º tempo.

Juiz: Diego Haro (Peru).

Cartões amarelos: Yony González, Ganso, Pablo Dyego, Gabriel, Danilo Avelar e Gil.

Público: 53.237 pagantes.

Renda: R$ 2.339.750,00.

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.