Site Oficial/Saopaulofc.net
Site Oficial/Saopaulofc.net

Petros volta a treinar e deve reforçar o São Paulo no jogo contra o Atlético-MG

Voltante não participou das atividades da equipe na sexta-feira por conta de desgaste muscular

Estadão Conteúdo

07 Outubro 2017 | 16h30

O volante Petros foi a principal novidade no treinamento tático do São Paulo realizado neste sábado, no CT da Barra Funda, na capital paulista, que serviu como preparação para o duelo desta quarta-feira contra o Atlético Mineiro, em Belo Horizonte, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

+ Leia mais notícias sobre o São Paulo

+ Convocação de Rodrigo Caio faz Dorival preparar 'Plano B' para zaga do São Paulo

+ Rodrigo Caio revela surpresa com convocação: 'Estava no dentista'

Com um desgaste muscular, Petros não treinou na última sexta-feira e deixou em dúvida a sua participação para o importante confronto. Mas ao participar normalmente da atividade deste sábado, demonstrou que tem condições de enfrentar o Atlético Mineiro.

Assim, com a presença de Petros, o técnico Dorival Junior comandou um treinamento com 11 jogadores de linha. A equipe contou no meio de campo com Jucilei e Jonatan Gomez, os dois principais candidatos para substituir Cueva, convocado pela seleção peruana. Um deles deve ser sacado do time.

Outro desfalque neste sábado foi o zagueiro Rodrigo Caio, chamado pela seleção brasileira após Thiago Silva ser cortado. Ele foi substituído por Aderlan no treino, mas, como deve ser reserva na partida contra o Chile, nesta terça-feira, pode começar jogando contra o Atlético Mineiro.

Além do trabalho tático, que reuniu duas equipes se confrontando em campo reduzido, Dorival Junior comandou um treino "fantasma", com apenas um time fazendo movimentações e jogadas ofensivas até a conclusão. Por fim, orientou uma atividade técnica e de finalização pelas laterais. O São Paulo soma 31 pontos no Brasileirão, apenas um na frente do Sport, que hoje está na zona do rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.