Michel Euler/AP
Michel Euler/AP

Polícia francesa prende 36 torcedores em festa nas ruas após vaga do PSG em final

Animados com a histórica classificação para a decisão da Liga dos Campeões, fãs do clube ignoraram os cuidados com a saúde e causaram confusão em Paris

Redação, Estadão Conteúdo

19 de agosto de 2020 | 09h57

A classificação inédita do Paris Saint-Germain à final da Liga dos Campeões da Europa rendeu dor de cabeça para a polícia francesa. Após a vitória por 3 a 0 sobre o RB Leipzig, da Alemanha, na terça-feira, no jogo disputado em Lisboa, milhares de torcedores festejaram nas ruas da capital da França e o saldo final, de acordo com as informações passadas nesta quarta pelas autoridades policiais, foi de 36 prisões.

A maioria das detenções aconteceu na avenida Champs-Elysées. Elas foram motivadas pelo arremesso de objetos, agressões, desobediência às autoridades e furto. Também não houve respeito algum aos protocolos de saúde para o novo coronavírus, com muita aglomeração e boa parte dos torcedores sem máscaras.

A polícia de Paris informou ainda que houve um reforço nos arredores do estádio do Paris Saint-Germain, o Parque dos Príncipes, por conta da grande quantidade de pessoas na região.

As autoridades francesas já pediram para que não haja festa nas ruas neste domingo, caso o time conquiste o título da Liga dos Campeões. O adversário da decisão será conhecido nesta quarta-feira no outro confronto das semifinais entre Bayern de Munique e Lyon.

O Paris Saint-Germain pode ser a segunda equipe francesa a conquistar a competição europeia. O único até agora no país que tem o título é o Olympique de Marselha, que o levou em 1993. É a sétima vez que um time da França disputa a decisão. Reims, Saint-Étienne e Monaco foram outros finalistas, mas foram derrotados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.