Pontepress/Fábio Leoni
Pontepress/Fábio Leoni

Ponte Preta perde, se complica e deixa Bragantino mais perto da vaga

Matheus Peixoto, aos 33 minutos do primeiro tempo, fez o único gol da partida

Estadão Conteúdo

05 Março 2018 | 22h14

A Ponte Preta segue sem vencer no estádio Moisés Lucarelli no Campeonato Paulista. Na noite desta segunda-feira, o time campineiro perdeu para o Bragantino por 1 a 0, pela décima rodada.

+ Botafogo bate Santo André, se aproxima da vaga e afunda rival no Paulistão

O resultado fará com que a Ponte Preta lute contra o rebaixamento nos últimos compromissos. O clube campineiro está na 14.ª colocação na classificação geral, com dez pontos, apenas dois a mais do que o Santo André, o vice-lanterna. O Bragantino, por outro lado, subiu para a vice-liderança do Grupo A, com 15 pontos, e não corre mais risco de rebaixamento. O Corinthians, primeiro da chave, soma 17. O Ituano é o terceiro, com 14.

Em situação delicada, a Ponte Preta empurrou o Bragantino para o campo defensivo para surpreender nos minutos iniciais. E a oportunidade surgiu com Renan Fonseca, que recebeu belo passe de Orinho e cabeceou na trave, dando ânimo à torcida.

O Bragantino, por sua vez, não se retraiu, muito pelo contrário, estava disposto a jogar, sonhando com uma possível classificação. Na primeira tentativa, Matheus Peixoto arriscou de longe, mas mandou pela linha de fundo, rente à trave do gol de Ivan.

E a equipe de Bragança Paulista abriu o placar aos 33 minutos. William Schuster acionou Matheus Peixoto em velocidade. O atacante apareceu livre entre dois defensores e tocou devagar na saída de Ivan. A Ponte ainda chegou a responder com Silvinho, mas Alex Alves fez grande defesa para evitar o gol de empate.

Os gritos de "time sem vergonha" vindo das arquibancadas mexeram com o emocional dos jogadores da casa, que se mostraram instáveis no segundo tempo. Em meio às precipitações e erros de passes, o time campineiro esboçava alguma reação, como aos 25 minutos. Emerson avançou pelo lado direito e tocou para Léo Artur, que pegou de primeira e mandou no travessão.

Em vantagem no marcador, o Bragantino se fechou e começou a marcar com os 11 jogadores atrás da linha da bola. Em uma das melhores oportunidades, Anderson Ligeiro arriscou um cruzamento, pegou mal na bola e por pouco não a viu enganar o goleiro Ivan, que mandou para escanteio.

Na próxima rodada, o Bragantino enfrentará a Ferroviária na quinta-feira, às 17h, na Fonte Luminosa, em Araraquara. No mesmo dia, às 21h30, a Ponte Preta visitará o Red Bull Brasil no Moisés Lucarelli. O jogo será com mando do adversário.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 0 X 1 BRAGANTINO

PONTE PRETA - Ivan; Emerson, Renan Fonseca, Wesley Matos (Marciel) e Orinho; Xavier (Gabriel Vasconcelos), Jeferson e Daniel; Silvinho (Aaron), Yuri e Léo Artur. Técnico: Eduardo Baptista.

BRAGANTINO - Alex Alves; Evandro, Juliano, Guilherme Mattis e Fabiano; William Schuster, Adenilson e Vitinho; Léo Jaime (Anderson Ligeiro), Matheus Peixoto (Miguel) e Gerley (Danilo Bueno). Técnico: Marcelo Veiga.

GOL - Matheus Peixoto, aos 33 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza.

CARTÕES AMARELOS - Orinho (Ponte Preta); Léo Jaime (Bragantino).

RENDA - R$ 38.440,00.

PÚBLICO - 5.326 torcedores

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.