Bruno Cantini/ Atletico
Bruno Cantini/ Atletico

Por Libertadores, Valdívia cobra atenção para 'jogo da vida' do Atlético-MG

Time mineiro enfrenta o Grêmio, domingo, na Arena Independência

Estadão Conteúdo

28 Novembro 2017 | 19h02

O meia Valdívia cobrou nesta terça-feira foco total para a partida de domingo entre Atlético Mineiro e Grêmio, na Arena Independência, em Belo Horizonte, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Confira a classificação do Brasileiro Série A

O time mineiro está em décimo com 51 pontos e, para se garantir na Copa Libertadores, precisa vencer e torcer por uma combinação de resultados. "Esse jogo agora é o jogo da vida, precisamos fazer o dever de casa e torcer por outros resultados. E é claro que, classificado à Libertadores, você precisa começar o ano bem, melhor preparado."

Questionado sobre o fato do badalado Atlético-MG estar atrás da nona colocada Chapecoense, clube que precisou se reconstruir após uma tragédia vitimar grande parte de seu elenco há um ano, Valdívia ponderou que o futebol não tem uma fórmula correta.

"É futebol. Nem tudo o que você quer, você consegue", apontou o meia. "A Chapecoense vem bem, conseguiu montar uma grande equipe, de qualidade. Mas nós temos que pensar só aqui."

Emprestado pelo Internacional, Valdívia também revelou estar contente no Atlético-MG. E afirmou que gostaria de estender o contrato. "Meu contrato vai até maio e, se depender de mim, renovo até o final do ano."

Sobre a notícia de que o Atlético Mineiro atrasou o salário de outubro, o meia minimizou e disse ser algo não tão incomum. "Isso aí faz parte do futebol, ainda mais em final de ano. Não é a primeira vez", contou. "Já estão resolvendo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.