Carille se compara a Cocu, do PSV, primeiro adversário de 2018

Carille se compara a Cocu, do PSV, primeiro adversário de 2018

Técnico fala sobre a expectativa para a Florida Cup e comenta sobre bom início de carreira do comandante holandês

O Estado de S.Paulo

14 Dezembro 2017 | 07h00

Assim como aconteceu nesta temporada, o Corinthians vai estrear em 2018 na Florida Cup e enfrentará o PSV, da Holanda, dia 10 de janeiro. O técnico Fábio Carille acredita que sua trajetória profissional lembra a do treinador do clube holandês, o ex-jogador Phillip Cocu. 

+ Com Adauto como vice, Paulo Garcia lança candidatura no Corinthians

+ Corinthians renova contrato com fornecedora de material esportivo

Ambos estão no comando de um clube pela primeira vez na carreira. "Eu sempre falei nas minhas entrevistas que sei que é difícil ficar muito tempo no mesmo clube, até por uma questão cultural que existe no Brasil, mas eu sonho sim em me tornar um dos primeiros a ficar por muitos anos em um clube, aqui no Corinthians. É muito difícil, sim, nosso futebol é bastante em cima de resultado, mas acho que as coisas já estão mudando um pouco, e eu projeto isso. A minha história se parece um pouco com a dele (Cocu), né? O PSV é o primeiro clube dele como técnico, e já ganhou vários títulos importantes. Espero ter o mesmo sucesso que ele e dar sequência a este trabalho por aqui", disse o comandante corintiano.

Cocu está no cargo desde 2013 e já conquistou duas vezes o Campeonato Holandês e uma Copa da Holanda. Já Carille assumiu o comando do Corinthians neste ano e ganhou um Brasileirão e o Paulistão. A partida será mais uma oportunidade do treinador enfrentar uma escola diferente de tática e um adversário com experiência em disputa de grandes torneios na Europa. 

"É sempre muito bom enfrentar adversários que você não está acostumado, conhecer novas ideias, ver como essas equipes se portam. Em outras edições, enfrentamos o Bayer Leverkusen, o Shakhtar Donetsk... São grandes times, acostumados a jogar a Liga dos Campeões da Europa. Foram experiências muito positivas. Os europeus vêm em meio de temporada, e nós iniciando um trabalho ainda, mas mesmo assim a resposta da nossa equipe sempre foi boa. Tenho certeza de que vai ser bem bacana enfrentá-los. Sei que estaremos abaixo fisicamente, ainda em início de preparação, mas será produtivo", comentou.

Durante toda a temporada, Carille falou que os jogos da Florida Cup foram fundamentais para começar a dar entrosamento ao time. Ele reforça a importância do torneio e a possibilidade de ganhar tempo em relação a montagem do elenco para 2018.

 

"Eu vejo de forma muito positiva a nossa participação na Florida Cup. Nesta temporada mesmo, os jogos no torneio nos serviram de base para a montagem do nosso esquema de jogo. A resposta da equipe, principalmente já na partida contra o Vasco, mesmo com a diferença no tempo de preparação, nos deu uma tranquilidade maior para seguirmos na nossa ideia de plano de jogo. Eu, inclusive, considero este jogo como um dos chaves na nossa temporada. Foi vital para a sequência e para as conquistas que alcançamos", contou. O elenco do Corinthians está de folga e retorna aos treinamentos no dia 3 de janeiro. Dias depois, viajará para a Florida Cup.

 

Mais conteúdo sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.