Red Bull/Facebook
Red Bull/Facebook

Red Bull derrota Novorizontino e fica perto das quartas de final do Paulistão

Equipe fica oito pontos na frente da Ponte Preta com vitória por 1 a 0, em Campinas

Redação, Estadão Conteúdo

02 de março de 2019 | 19h06

O Red Bull Brasil está com um pé na próxima fase do Campeonato Paulista. Com gol do zagueiro Ligger ainda no primeiro tempo, o time dirigido por Antônio Carlos Zago venceu o Novorizontino por 1 a 0, no Moisés Lucarelli, pela nona rodada. O resultado aumentou ainda mais a invencibilidade do time, que agora está há sete jogos sem perder, com cinco vitórias e dois empates.

Com 18 pontos, o Red Bull Brasil, o segundo colocado do Grupo A, abriu oito da Ponte Preta, que está com dez, e ainda ultrapassou o Palmeiras na classificação geral da competição, em que só está atrás do Santos. Já o Novorizontino segue com 13 pontos e deixaou escapar a oportunidade de voltar para a segunda posição do Grupo B, já que o Guarani empatou com o Mirassol em 2 a 2, na sexta-feira, e tem 14.

Mesmo diante da pressão inicial do Novorizontino, o Red Bull Brasil manteve o seu estilo de jogo de controle da posse de bola. O time da casa trocou passes no meio de campo e tentou dominar o setor. Com quatro minutos, em boa descida de Claudinho, Ytalo recebeu pelo meio e arriscou o chute com força, obrigando o goleiro Vagner a trabalhar.

Depois, com 19, Romário cruzou pela esquerda, Vagner tentou afastar, mas acabou dando rebote. Everton arriscou frente a frente, mas o goleiro fez um milagre na pequena área. De tanto insistir, o Red Bull Brasil abriu o placar aos 21 minutos. Claudinho cobrou falta e Ligger, na pequena área, pegou o rebote e testou de leve para o fundo das redes.

Sempre aparecendo como alternativa pelas pontas, Claudinho foi acionado novamente aos 27 e arriscou o chute de longe, para mais uma defesa de Vagner. O Novorizontino só conseguiu responder na reta final do primeiro tempo, com duas finalizações de Jean Patrick. Primeiro o volante arriscou aos 30 e depois com 32 minutos, mas nas duas vezes Júlio César apareceu.

Assim como no início do jogo, o Red Bull Brasil voltou para o segundo tempo criando as melhores oportunidades. Com oito minutos, Claudinho achou espaço pelo meio e soltou um lindo chute com força, mas a bola explodiu no travessão. Praticamente na sequência, Ligger também tentou de cabeça, mas a bola saiu por cima do gol.

O Novorizontino teve a bola do jogo aos 16 minutos, na oportunidade mais clara de empatar. Cléo Silva recebeu dentro da grande área, pelo lado direito, e cruzou na medida para Felipe Marques, que subiu no segundo pau sem marcação e conseguiu testar para fora. Em velocidade, Felipe Marques recebe pela esquerda e ficou cara a cara com Júlio Cesar, mas bateu em cima do goleiro.

Na sexta-feira, às 19 horas, o Red Bull Brasil viaja até Barueri, onde vai enfrentar o Oeste, pela décima rodada. Já o Novorizontino recebe o São Caetano no estádio Jorge Ismael de Biasi, em 11 de março, às 17h30.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRASIL 1 X 0 NOVORIZONTINO

RED BULL BRASIL - Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Romário; Jobson, Uillian Correia (Barreto) e Everton (Deivid); Claudinho, Ytalo e Roberson (Bruno Tubarão). Técnico: Antônio Carlos Zago.

NOVORIZONTINO - Vagner; Lucas Ramon, Everton Sena, Edson Silva e Paulinho; Matheus Sales, Jean Patrick (Elvinho), Cléo Silva e Pedro Carmona (Danielzinho); Felipe Marques e Murilo (Carlos Henrique). Técnico: Roberto Fonseca.

GOL - Ligger, aos 21 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Douglas Marques das Flores

CARTÕES AMARELOS - Bruno Tubarão (Red Bull Brasil); Everton Sena e Cléo Silva (Novorizontino).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.