Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Ricardo Oliveira nega sabor de revanche por gol contra o Palmeiras

Atacante é responsável pela primeira vitória do Santos sobre o alviverde no Allianz Parque

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

30 de setembro de 2017 | 21h38

O atacante Ricardo Oliveira, do Santos, negou neste sábado que o gol marcado na vitória por 1 a 0 sobre o Palmeiras, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, tenha um significado extra pela rivalidade acirrada entre as duas equipes nos últimos anos. Em entrevista depois da partida, o jogador disse que comemora o feito por ter sido um resultado importante na competição.

+ Jogadores do Palmeiras lamentam fracasso do ataque

+ WTorre culpa chuva forte por poças no gramado do Allianz Parque

"Sabor especial é de fazer gol e ajudar o time, pela dificuldade com chuva e com um adversário que tivemos pela frente. Viemos aqui e fizemos um grande jogo", disse Ricardo Oliveira. O atacante marcou o gol da vitória aos 30 minutos do segundo tempo ao concluir de cabeça após cruzamento de Bruno Henrique. O resultado mantém o Santos na perseguição ao líder do Brasileiro, o Corinthians, e dificulta bastante a ambição do Palmeiras de ser campeão.

Santos e Palmeiras decidiram nos últimos anos os títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, além de terem sido adversários na disputa do Brasileiro de 2016. A rivalidade acentuada por provocações entre jogadores e torcedores deixou como um dos impactos a relação entre palmeirenses e Ricardo Oliveira. O santista foi o nome mais vaiado no anúncio das escalações antes do jogo.

"Fizemos um bom jogo, com inteligência. Foi uma partida difícil, com gramado pesado e diante de uma equipe muito forte. O resultado foi importante", disse o jogador. Com a vitória, o Santos reduziu a desvantagem para o Corinthians para sete pontos e volta a campo no dia 12, em Campinas, quando enfrenta a Ponte Preta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.