Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Rodrygo projeta títulos no Santos e diz que sonha em jogar com Neymar no Real

Atacante de apenas 17 anos vai defender o clube merengue a partir do meio do ano que vem

Estadão Conteúdo

15 Junho 2018 | 17h30

Confirmada sua ida para o Real Madrid, o atacante Rodrygo falou nesta sexta-feira sobre a iminente saída do Santos. E apesar de já estar negociado com o gigante europeu, o jogador garantiu que ainda busca "títulos grandes" com o time brasileiro. Afinal, vai para a Espanha somente no meio do ano que vem.

+ Presidente do Santos admite 'gostinho' por negar Barça e vender Rodrygo ao Real

+ Jair Ventura admite alívio com vitória e lista feitos do Santos no ano

"Tenho mais um ano, vou dar o meu melhor e espero sair com títulos grandes aqui. É o meu maior objetivo, espero que venha a dar tudo certo", declarou o jogador em entrevista coletiva concedida em São Paulo. "Estou realizando um sonho que é ser jogador do Real Madrid, mas um dos maiores eu já realizei: vestir a camisa do Santos."

Pelo acordo firmado, o Real pagará 45 milhões de euros (cerca de R$ 193 milhões), sendo que o clube paulista ficará com 40 milhões de euros (aproximadamente R$ 172 milhões) deste montante. Tudo isso por um garoto de apenas 17 anos e que passou a se destacar entre os profissionais somente neste ano.

"As coisas na minha vida têm sido precoce. Tudo tem acontecido muito rápido. Quero agradecer ao Santos por tudo que me deu, passei metade da minha vida aqui. Por isso, brigamos com os clubes que vieram justamente para o Santos receber tudo o que tinha direito. É o mínimo que posso fazer, é o clube que tenho meu coração e pelo qual torço", afirmou.

Até pela velocidade com que tudo aconteceu, Rodrygo afirmou que "a ficha ainda não caiu", mas admitiu que já faz planos para o futuro no Real. E um de seus sonhos é atuar com seu ídolo Neymar, que vê os rumores sobre uma possível ida ao clube madrilenho ganharem força a cada dia.

"Seria um sonho, o Neymar é um cara em que me espelho bastante. Seria um sonho se ele fosse para Madri. Sempre falei que é meu ídolo no futebol", comentou o jogador, que prometeu prestar ainda mais atenção na Copa do Mundo. "Vai ser como um sonho ver os jogadores que estarão do meu lado em breve, vou ver cada jogador e me espelhar, além de torcer para o nosso Brasil."

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.