Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Roger lamenta derrota de virada em Chapecó e seca de gols no Corinthians

Centroavante não poderá atuar na próxima partida da equipe, também diante da Chapecoense

Estadão Conteúdo

13 Agosto 2018 | 11h00

Com um gol nos acréscimos do segundo tempo, o Corinthians foi derrotado de virada pela Chapecoense por 2 a 1, no domingo, em Chapecó (SC), pela 18.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um dos que mais lamentou o resultado negativo foi o centroavante Roger, que teve mais uma oportunidade como titular, mas passou em branco outra vez.

"As chances aparecem e tenho trabalhado muito. Se isso é frustrante para alguns, imaginem para mim. Mas tenho tentado excessivamente fazer o meu melhor para a bola entrar", comentou Roger, que tem apenas dois gols marcados em 14 jogos como jogador do Corinthians. O último deles foi no empate por 1 a 1 no clássico contra o Santos, em 6 de junho, em São Paulo.

Na Arena Condá, Roger teve chances para acabar com essa seca. No lance do gol de Marquinhos Gabriel, o goleiro Jandrei espalmou para frente uma cabeçada do centroavante. "Na cabeçada em que saiu o gol do Marquinhos, foi mérito do Jandrei (goleiro adversário), que veio se jogando na bola. A segunda bola (que isolou) era mais difícil. Tentei bater o mais rapidamente possível para o Douglas (zagueiro rival) não chegar", justificou.

Para esta quarta-feira novamente contra a Chapecoense, em Chapecó, Roger não poderá jogar, já que já atuou na Copa do Brasil pelo Internacional. Na partida de ida, em São Paulo, o Corinthians venceu por 1 a 0.

"Muda tudo para esse jogo. É um mata-mata e a equipe que colocaremos em campo é aquela considerada titular hoje, vivendo um melhor momento", comentou Roger.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.