Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Seleção brasileira poupa Marquinhos de treino e aguarda recuperação de Arthur

Dupla desfalca atividade no estádio do Pacaembu

Ciro Campos, Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2019 | 18h13

A seleção brasileira não contou com dois jogadores no treino desta terça-feira, no estádio do Pacaembu. Na preparação para a estreia da Copa América, contra a Bolívia, na sexta-feira, o zagueiro Marquinhos foi poupado da atividade, enquanto o volante Arthur continua fora e preocupa a comissão técnica, pois tentar se recuperar de uma pancada no joelho direito para poder participar da partida.

Arthur se machucou no domingo, ao levar uma entrada do hondurenho Quioto no amistoso realizado em Porto Alegre. O volante passou por exames médicos e tem recebido cuidados intensivos, mas ainda não foi a campo desde então. Nos últimos dias, ele permaneceu no hotel da seleção brasileira sob observação. Caso não consiga se recuperar, o técnico Tite pode optar por convocar um substituto. O prazo de inscrição termina na noite de quinta-feira, a 24 horas da estreia.

Já Marquinhos, por outro lado, não preocupa. O zagueiro do Paris Saint-Germain foi poupado do treino no estádio do Pacaembu para permanecer no hotel em trabalhos regenerativos. A expectativa é pela volta dele à equipe na atividade desta quarta. O zagueiro Thiago Silva e o meia Philippe Coutinho foram ao Pacaembu, mas apenas deram voltas ao redor do gramado acompanhados do preparador físico da seleção brasileira, Fábio Mahseredjian.

Tite inicialmente havia programado um treino aberto por apenas 30 minutos nesta terça, mas depois liberou a presença da imprensa durante toda a atividade. Os jogadores realizaram um trabalho com ênfase ofensiva, cujo objetivo era trocar passes rápidos e superar as linhas de marcação simuladas por estacas no gramado. A orientação da comissão técnica foi para dar velocidade nos lances, em uma tentativa de reproduzir o sistema de marcação da Bolívia.

Em outra parte do gramado, a linha de defesa reserva realizou atividades táticas de posicionamento e marcação. Fizeram parte deste grupo o lateral-direito Fagner, os zagueiros Éder Militão e Miranda, assim como o lateral-esquerdo Alex Sandro. A seleção brasileira contou ainda no trabalho com a presença de seis jogadores das categorias de base do Corinthians.

A equipe volta ao trabalho na tarde desta quarta, no Pacaembu, mas sem a presença dos jornalistas, em atividade que deve servir para definir a formação titular para a partida de sexta-feira. O último treino antes da partida será na quinta, no início da noite, no estádio do Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.