Stephane Mahe/Reuters
Stephane Mahe/Reuters

Sem Neymar, PSG supera o Nantes em jogo com tentativa de agressão do árbitro

Juiz da partida, Tony Chapron tentou chutar o brasileiro Diego Carlos após jogador tropeçar nele

Estadão Conteúdo

14 Janeiro 2018 | 20h22

Sem Neymar, mas com Edinson Cavani de volta, o Paris Saint-Germain não chegou a ser brilhante neste domingo, mas fez o suficiente para vencer o Nantes fora de casa, por 1 a 0, pela 20ª rodada do Campeonato Francês. A partida ainda foi marcada por uma tentativa de chute do árbitro Tony Chapron no zagueiro brasileiro Diego Carlos.

+ TEMPO REAL - Nantes 0 x 1 PSG

+ TABELA - Classificação do Campeonato Francês

O resultado deixou o Paris Saint-Germain ainda mais próximo do título da competição. Está com 53 pontos, 11 na frente do Monaco e do Lyon, os seus principais adversários desta temporada. Já o Nantes, em quinto com 33, está totalmente fora da disputa pela taça, mas sonha com uma vaga nas competições europeias da próxima temporada.

Para o duelo deste domingo, o Paris Saint-Germain não contava com Neymar, vetado após sentir dores nas costelas. Tinha, porém, jogadores como Daniel Alves, Marquinhos, Di María e Mbappé. E, especialmente, Edinson Cavani, "perdoado" após atrasar em sua reapresentação na folga de final de ano - ele não atuou nos jogos anteriores.

E, sem Neymar, o uruguaio foi suficiente para resolver o jogo. Logo aos 11 minutos, ele recebeu na esquerda, puxou para o meio e deu excelente passe para Di María. Após corta-luz de Mbappé, o argentino recebeu sozinho e abriu o placar.

Com Andrei Girotto entre os titulares, o Nantes tinha dificuldades para atacar após sofrer o primeiro gol. Di María ainda teve chance incrível de ampliar aos 36, ao receber de Rabiot. Mas, sem goleiro, o argentino chutou por cima.

A equipe do técnico Claudio Ranieri, enfim, melhorou no segundo tempo. Aumentou a pressão, criou as primeiras oportunidades e chegou a marcar aos 15, de cabeça, com o argentino Emiliano Sala, mas a arbitragem incorretamente assinalou impedimento - o jogador estava na mesma linha dos defensores.

O gol anulado acabou com qualquer ímpeto do Nantes. Já nos acréscimos, o brasileiro Diego Carlos ainda chegou a ser expulso em um lance, no mínimo, inusitado: o zagueiro tropeçou no juiz, que caiu, se irritou e tentou chutá-lo de volta. Por fim, deu o segundo cartão amarelo e expulsou o atleta. Melhor para o PSG, que confirmou a vitória e a boa vantagem na liderança.

Ainda neste domingo, o Lyon chegou aos 42 pontos depois de somente empatar com o Angers por 1 a 1, em casa. Também jogando em seus domínios, o Saint-Étienne superou o Toulouse por 2 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.