Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Sem Pratto e Petros, São Paulo inicia preparação para jogo contra o Coritiba

Time do Morumbi está livre do rebaixamento no Brasileirão e se prepara para o último jogo fora de casa no ano

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

21 Novembro 2017 | 18h55

Garantido na Série A do Campeonato Brasileiro de 2018 e ainda sonhando com uma vaga na próxima Libertadores, o São Paulo se reapresentou nesta terça-feira no CT da Barra Funda depois do empate por 0 a 0 com o Botafogo para iniciar a preparação para o duelo contra o Coritiba, marcado para o próximo domingo.

Grupo de torcedores do São Paulo pedirá nova reunião com diretoria tricolor

Como previsto, o centroavante Lucas Pratto não participou das atividades. Depois da partida contra os cariocas - que fez o time alcançar 46 pontos e, na combinação de resultados, escapar do risco derebaixamento -, o argentino revelou que vinha jogando com dores na coxa direita. Na segunda, ele iniciou tratamento no Reffis.

O jogador vai fazer exames para identificar uma possível lesão. O artilheiro do time na temporada ainda é dúvida para o jogo fora de casa no próximo domingo. "Conversei com a comissão técnica e com os médicos e disse que, como atingimos o nosso objetivo, vou parar um pouco", disse Pratto, ainda no domingo.

O volante Petros também não participou das atividades nesta terça. O jogador está na Bahia por conta do falecimento de seu avô. Suspenso por causa do terceiro cartão amarelo, o volante não estará à disposição do técnico Dorival Junior para o duelo em Curitiba.

 

A novidade na reapresentação foi o lateral-direito Bruno, que fez seu primeiro treino com bola no processo de recuperação de dores nas costas que o tiraram dos gramados durante todo o segundo turno do Brasileirão. Ele aqueceu com o grupo e aprimorou a forma física separadamente. Maicosuel, Gomez e Marcinho, com dores musculares, também desfalcaram o treino.

O São Paulo soma 46 pontos e está na 13ª posição do Brasileirão. Sonha com uma vaga na Libertadores, mas vê um cenário complicadíssimo: para alcançar o G-7, terá de vencer Coritiba e Bahia, e torcer por tropeços de Botafogo, Atlético-MG, Vasco, Bahia, Atlético-PR e Chapecoense.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.