Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Ag Corinthians
Ag Corinthians

Sylvinho reconhece baixo nível do clássico com o São Paulo: 'Parte técnica não prevaleceu'

Treinador destacou entrega das equipes e disputa tática em partida sem gols na Neo Química Arena

Rodrigo Sampaio, O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2021 | 01h18

O Corinthians voltou a empatar no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, a equipe alvinegra não conseguiu fazer valer o mando de campo, nem a má fase do São Paulo para sair vitorioso do clássico na Neo Química Arena. Sylvinho admitiu que o nível do clássico não foi dos melhores, mas destacou o espírito de luta das equipes 

"Foi um jogo de muita entrega e muita luta, como é um clássico. Claro que gostaríamos de ter ganhado, mas a ocasião não foi pra isso. Foi um jogo tático, de poucos espaços, e a parte técnica não prevaleceu dos dois lados", disse. 

Com um volume maior que o adversário na primeira etapa, logo no início de jogo o Corinthians mostrou que poderia vencer a partida. De cabeça, Gil acertou a trave após cobrança de falta de Fagner. A equipe de Sylvinho também reclamou de um possível pênalti após Mirando tocar com a mão na bola. Vuaden mandou seguir. O time diminuiu o ritmo e só voltou a assustar a meta de Tiago Volpi aos 47, em cobrança de falta de Fábio Santos. 

"São duas equipes organizadas taticamente. Os esquemas tiveram que se encaixar um no outro. Ficou difícil terminar a criação das jogadas", analisou

No segundo tempo, o São Paulo voltou melhor e o Corinthians pouco produziu. A melhor chance do alvinegro na segunda etapa foi um chute de Vitinho, que exigiu boa defesa de Volpi. Para Sylvinho, apesar de não ter conseguido criar muitas chances, o Corinthians evoluiu durante o tempo em que está à frente do time. 

"Vejo um Corinthians organizado, se defendendo bem e outras fases virão. Trinta dias de trabalho são sete jogos, e precisamos cuidar de mais coisas. Temos muita margem para melhorar e devemos", comentou. "O caminho é de disciplina, entrega e disputa". 

Ao fim do jogo, o treinador foi questionado sobre a perda de atletas de defesa — Jemerson (fim de contrato), Méndez (ida para o Inter) e Danilo Avelar (rescisão). Sylvinho afirmou que está contente com os atletas que tem à disposição e vai buscar soluções internas para a sequência da temporada. 

"O Gil está seguro, o João está bem. Estamos felizes com o desempenho dos atletas que estão atuando e vamos dar continuidade a eles para continuarem performando."

Com o resultado, o Corinthians chega aos 10 pontos no campeonato, ocupando a décima posição. O próximo compromisso da equipe é no sábado, contra o Internacional, às 21h, em São Paulo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.