Hélvio Romero / Estadão
Hélvio Romero / Estadão

Torcida mexicana vai da euforia à frustração após eliminação para o Brasil

México deu adeus nesta segunda-feira à Copa do Mundo da Rússia

Andreza Galdeano, O Estado de S.Paulo

02 Julho 2018 | 13h35

"Jogamos como nunca e perdemos como sempre": aquela velha frase mexicana foi usada para definir a derrota para o Brasil por 2 a 0 nesta segunda-feira, pela Copa do Mundo da Rússia. Acompanhando a partida decisiva no Museu do futebol, em São Paulo, os mexicanos foram da euforia à frustração com a eliminação na competição.

Análise: Uma vitória particular de Tite e Willian

+ Análise: Brasil faz mais uma partida ‘pés no chão’, sofre e avança para as quartas

Antes da bola rolar, o clima era de confiança por parte dos mexicanos, que dividiram a arquibancada temática do museu com os fãs brasileiros. Ao som dos mariachis, eles roubaram a cena na torcida pela seleção de seu país. "Vamos, México", cantavam.

Apesar da euforia, a maioria esperava uma vitória apertada. "O México joga bem, mas o Brasil tem um bom time. O jogo vai terminar com vitória mexicana por 2 a 1 na prorrogação para ser um pouco mais emocionante", disse Pastor Cisneros, de 20  anos, vindo diretamente de Puebla de Zaragoza, na Cidade do México.

"O México vai ganhar, tenho certeza. Falando com o coração, acho que vai ser 1 a 0", opinou Juan Carlos, de 21 anos. Morador da Cidade do México, o torcedor conta que está no Brasil há seis meses completando um intercâmbio. "A cultura brasileira é similar a nossa. Estou aprendendo o idioma e passando os finais de semana conhendo um pouco mais dos costumes brasileiros", conta. "Em campo, eu quero que o México ganhe, mas se o Brasil ganhar não tem problema. Estou torcendo para os dois, meu coração está partido", completa.

Sem desgrudar os olhos do telão que transmitia a partida, os mexicanos fizeram a sua parte cantando durante todo o primeiro tempo. Bastou a segunda etapa do jogo começar para o drama mexicano ganhar destaque. O clima esfriou quando a estrela de Neymar brilhou. O camisa 10 da seleção brasileira balançou as redes no início do primeiro tempo, abriu o placar para o Brasil e foi o eleito o melhor jogador da partida.

Se restava alguma esperança entre os mexicanos,  ela acabou aos 42 minutos do segundo tempo, quando Neymar deu uma assistência para Firmino mandar a bola para o fundo das redes e cravar a vitória brasileira.

Após o segundo gol, a torcida do México precisou aguentar a brincadeira. "Está chegando a hora, o México vai embora", cantavam os brasileiros comemorando a classificação. Quando o árbitro italiano Gianluca Rocchi sinalizou o fim do jogo, os mexicanos lamentaram o resultado. "Eu tinha muita esperança que o México ganhasse, mas agora estou triste demais. Agradeço a minha seleção por tudo", disse Juan.    

Classificado para as quartas de final do Mundial, o Brasil entra em campo na próxima sexta-feira, às 15h (horário de Brasília), na Arena Kazan. A equipe de Tite vai medir forças contra o vencedor do confronto entre Bélgica e Japão, que acontece ainda nesta segunda-feira, em Rostov.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.