Paulo Pinto/São Paulo/ 2-9-2018
Paulo Pinto/São Paulo/ 2-9-2018

Tréllez volta a se mostrar decisivo e quer ser campeão no São Paulo

Colombiano será o substituto do suspenso Diego Souza no jogo contra o Atlético-MG, nesta quarta

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

03 Setembro 2018 | 16h19

Pela terceira vez neste Campeonato Brasileiro, o atacante Tréllez saiu do banco para tirar o São Paulo do sufoco e teve êxito na missão. Fez o gol do empate sofrido por 1 a 1 diante do Fluminense, no domigo, no Morumbi. Com moral, será o substituto de Diego Souza na próxima partida, contra o Atlético-MG, quarta-feira, em Belo Horizonte. E não pensa em ir embora antes de conquistar um título.

"Sou feliz aqui no clube, sendo titular ou não. Sou feliz com meus companheiros. Isso foi importante para minha decisão de ficar e quero ganhar um título aqui também. Não sei quanto tempo vou ficar aqui, mas quero deixar minha marca no São Paulo", disse o jogador, nesta segunda-feira, em entrevista coletiva concedida no CT da Barra Funda.

Na semana passada, surgiram rumores de que o Granada, da Espanha, estaria interessado em contratá-lo. Tréllez chegou neste ano ao São Paulo, que o comprou do Vitória. O acordo dele é válido por dois anos. 

"Estamos bem no campeonato, dependemos só da gente, nosso objetivo é ser campeão e quero fazer parte disso", afirmou o colombiano, já bancado pelo técnico Diego Aguirre como titular na partida desta quarta, no Independência. "Não é por não ser titular que não é importante. Tréllez é uma opção muito boa. Sem Diego na quarta ele começa o jogo", disse o treinador, no domingo.

Tréllez repete a dose e ajuda o São Paulo

Conforme o Estado já havia mostrado, o colombiano tem sido uma espécie de talismã. Entrou no decorrer do jogo contra o Vasco, pela 17ª rodada, e marcou o "gol da liderança" que garantiu o 2 a 1 sobre os cariocas e levou o São Paulo à ponta da tabela pela primeira vez – de onde não saiu mais. Depois, no confronto seguinte, diante do Sport, novamente veio do banco e anotou o terceiro tento do triunfo por 3 a 1, quando os pernambucanos ameaçavam igualar o placar e estragar a festa são-paulina na Ilha do Retiro.

"A competitividade que o time está tendo, titulares e quem está no banco, ajuda muito a manter bom nível dentro e fora de casa", analisou o jogador. Líder do Brasileirão, com 46 pontos, o São Paulo segue três à frente do Internacional, segundo colocado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.