Alessandro di Marco / EFE
Alessandro di Marco / EFE

Uefa denuncia Cristiano Ronaldo por gesto obsceno em comemoração de gol em Turim

Português repetiu celebração de Simeone, técnico do Atlético de Madrid, levando as mãos à região próxima do seu órgão genital

Redação, Estadão Conteúdo

18 de março de 2019 | 10h54

A Uefa anunciou nesta segunda-feira que denunciou o atacante Cristiano Ronaldo por conduta imprópria durante uma partida da Liga dos Campeões da Europa. Na terça passada, o português fez um gesto obsceno ao comemorar um dos gols da vitória da Juventus sobre o Atlético de Madrid por 3 a 0, em Turim, que classificou o time italiano às quartas de final.

Após marcar um de seus três gols na partida, Cristiano Ronaldo fez a sua comemoração habitual dando um pulo. Mas fez um gesto obsceno levando as mãos à região próxima do seu órgão genital.

A Comissão Disciplinar da Uefa julgará o caso nesta quinta-feira e a tendência é que Cristiano Ronaldo receba uma multa, assim como aconteceu com o técnico argentino Diego Simeone, do Atlético de Madrid, que teve de pagar 20 mil euros (cerca de R$ 86 mil) pelo mesmo gesto na vitória de seu time sobre a Juventus, na partida de ida, em Madri.

Posteriormente, o próprio Simeone reconheceu o exagero na comemoração e se desculpou. Cristiano Ronaldo, no entanto, não pediu desculpas até agora. O técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, não teme que o atacante seja suspenso e não possa enfrentar o Ajax, em abril, pelas quartas de final da Liga dos Campeões.

"Acredito que na terça-feira passada cada um comemorou de uma maneira distinta. No estádio haviam 42 mil pessoas, deveriam punir todos, então. Não me parece que foi algo particular (a comemoração de Cristiano Ronaldo). Não tenho medo de uma suspensão. Ela não ocorrerá", disse o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.