Rafael Ribeiro/Vasco
Rafael Ribeiro/Vasco

Vasco tenta encerrar má fase em confronto direto com a Chapecoense

Cruzmaltino não vence há cinco jogos pelo Brasileirão

Estadão Conteúdo

26 Agosto 2018 | 07h58

Ainda sem técnico efetivo e há cinco jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Vasco vai receber a Chapecoense às 19 horas deste domingo, em São Januário, pressionado pelo risco de rebaixamento. A partida é ainda mais importante porque ambos os times estão com 21 pontos na classificação.

Nem os dois jogos a menos na competição geram otimismo, uma vez que serão dois confrontos diretos fora de casa, contra Atlético Paranaense e Santos. E a última vitória do Vasco no Brasileirão foi contra o Grêmio, pela 14ª rodada, em 22 de julho, portanto há mais de um mês.

Em agosto, o único triunfo da equipe carioca aconteceu pela Copa Sul-Americana, por 1 a 0 sobre a LDU, na partida de volta da segunda fase do torneio. O resultado, porém, bastou para os equatorianos avançarem às oitavas de final, porque venceram por 3 a 1 em Quito.

A turbulência causou a demissão do técnico Jorginho, substituído de forma interina pelo auxiliar fixo do clube, Valdir Bigode. Com o ex-jogador no comando, o Vasco vem de dois empates, um frustrante contra o Ceará, em São Januário, e um comemorado contra o Atlético Mineiro, fora de casa.

Para o duelo contra a Chapecoense, seis desfalques estão confirmados por lesão. O lateral-esquerdo Ramon, os zagueiros Breno, Werley, Henríquez e Leandro Castán, e o atacante Rildo, ausente desde maio por causa de lesão no ombro, estão fora da partida. Em tratamento, os meias Thiago Galhardo e Giovanni Augusto são dúvidas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.