Ben Stansall / AFP
Ben Stansall / AFP

Wenger evita confirmar permanência de Alexis Sánchez no Arsenal

Atacante chileno pode sair do clube londrino de graça ao final da temporada 2017-18

Estadão Conteúdo

29 de dezembro de 2017 | 10h54

A grande atuação de Alexis Sánchez na vitória do Arsenal por 3 a 2 sobre o Crystal Palace, na quinta-feira, pelo Campeonato Inglês, voltou a colocar o foco no futuro do atacante chileno, que tem contrato apenas até junho com o time londrino, ainda mais com a proximidade da janela de transferências de janeiro. O técnico Arsène Wenger garante que não está preocupado com a situação, ainda mais por ver o jogador focado em ajudar o Arsenal a conquistar as vitórias, mas também destacou que não pode garantir a sua permanência.

+ Wenger enaltece Harry Kane: 'Achei que Messi e Ronaldo eram imbatíveis'

+ Arsenal diz estar estudando forma de ajudar Eboué, em crise financeira

"Em primeiro lugar, ninguém sabe o que vai acontecer e é sempre difícil especular. No momento estamos focados no curto prazo, o curto prazo é ganhar o próximo jogo com os jogadores comprometidos e prontos para lutar. Não há garantia de quanto tempo você vai ficar em algum lugar. Mas enquanto você estiver em algum lugar, você dá o seu melhor", afirmou Wenger.

Diante do Crystal Palace, Sánchez marcou dois gols, sendo decisivo para deixar o Arsenal em sexto lugar e a um ponto do quarto colocado Liverpool, que está ficando com a última vaga distribuída pelo Campeonato Inglês na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa.

"Eu senti que ele estava muito bem esta noite, desde o primeiro minuto, focado e fazendo o simples novamente. Esse tipo de Alexis é um bom jogador, nós o conhecemos e esse é o tipo de performance que você quer dele", elogiou o treinador do Arsenal.

Sánchez já recusou ofertas do clube londrino para renovar o seu contrato e poderá deixar o time gratuitamente no meio do ano, ao fim do seu vínculo. Assim, a janela de transferências de janeiro é a última oportunidade de o Arsenal conseguir um retorno financeiro com a sua negociação.

Na folga de Natal, Sánchez esteve em Paris, como inclusive foi confirmado por Wenger, com seus familiares, o que provocou rumores de uma possível transferência para o Paris Saint-Germain. Dias depois, ele brilhou diante do Crystal Palace.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.