Geoff Caddick / AFP
Geoff Caddick / AFP

West Ham anuncia contratação de Pellegrini e assina por 3 anos com o chileno

Dirigente espera que time atue ofensivamente na próxima temporada

Estadão Conteúdo

22 de maio de 2018 | 10h38

O técnico Manuel Pellegrini está de volta ao futebol inglês. Nesta terça-feira, a diretoria do West Ham anunciou a contratação do treinador chileno, que chega para suceder David Moyes e assinou um acordo válido pelas próximas três temporadas com o clube londrino.

+ Borussia Dortmund anuncia Lucien Favre como seu novo técnico

+ Harry Kane é confirmado como capitão da Inglaterra na Copa do Mundo

Pellegrini dirigiu o Manchester City por três anos, entre 2013 e 2016, antes da chegada de Pep Guardiola. E, nesse período, venceu uma vez o Campeonato Inglês, na temporada 2013/2014, e em outras duas oportunidades a Copa da Liga Inglesa, nas edições 2013/2014 e 2015/2016.

Após deixar o Manchester City, o treinador chileno trabalhou nos últimos dois anos no Hebei China Fortune. Antes disso, Pellegrini, de 64 anos, passou por Villarreal, Real Madrid e Málaga no futebol espanhol.

A diretoria do West Ham havia decidido não renovar o contrato de Moyes, que ficou cerca de seis meses à frente do time e conseguiu mantê-lo na primeira divisão ao terminar o Campeonato Inglês na 13ª posição.

Pellegrini "é um dos treinadores de futebol mais respeitados do mundo e nós estamos ansiosos para trabalhar com ele", disse o presidente do West Ham, David Sullivan, em um comunicado divulgado no site oficial do clube. "Foi importante que nomeamos alguém com conhecimento e experiência no Campeonato Inglês, que já tem uma compreensão, não só das equipes e jogadores que enfrentamos, mas do West Ham e das nossas ambições", acrescentou o dirigente.

Sullivan destacou esperar que Pellegrini monte um time ofensivo no West Ham. "Manuel traz uma reputação de futebol ofensivo de e tirar o melhor dos seus jogadores. Acreditamos que ele atrairá novos talentos, além de melhorar o elenco atual", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.