JF Diório|Estadão
JF Diório|Estadão

Zé Roberto elogia Sérvia e exibe preocupação com desgaste no Mundial de Vôlei

Competição começará em 29 de setembro e só terminará em 30 de outubro

Estadão Conteúdo

07 de dezembro de 2017 | 14h14

Enfrentar a Sérvia logo na primeira fase do Mundial de Vôlei será um grande desafio para a seleção brasileira feminina. Essa foi a avaliação do técnico José Roberto Guimarães após a definição dos grupos da competição no sorteio realizado nesta quinta-feira em Tóquio, no Japão, o país-sede da competição.

+ CBV anuncia que mudará voto e apoiará presença de 12 atletas no COB

+ Tandara recupera a boa forma e ‘toma conta’ da Superliga feminina

"No nosso grupo a Sérvia é a atual vice-campeã olímpica e um dos times com o maior potencial de ataque do mundo. Elas também têm ótimas bloqueadoras e uma jogadora que desequilibra - a Boskovic", disse o treinador da seleção feminina.

Zé Roberto também previu dificuldades ao Brasil nos duelos com Porto Rico e República Dominicana e admitiu pouco conhecimento sobre Casaquistão e Quênia, os outros rivais da equipe no Grupo D do Mundial de Vôlei.

"A República Dominicana é treinada pelo Marcos Kwiek e evoluiu muito nos últimos anos com jogadoras atuando nas melhores ligas do mundo. Porto Rico fez boas apresentações nas últimas temporadas chegando nas fases finais do Grand Prix. Vamos estudar o Casaquistão e o Quênia que não enfrentamos no ano passado", analisou o treinador.

O Mundial de Vôlei começará em 29 de setembro e só terminará em 30 de outubro, sendo que o time campeão disputará 16 jogos. A maratona de jogos é uma preocupação de Zé Roberto na busca do Brasil pelo seu primeiro título no torneio. "É uma competição longa e temos que respeitar todos os adversários. O campeonato exige muito do físico das jogadoras pela quantidade de jogos", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.