Kyrgios e Kokkinakis vencem final caseira e conquistam Aberto da Austrália nas duplas masculinas

Kyrgios e Kokkinakis vencem final caseira e conquistam Aberto da Austrália nas duplas masculinas

Os dois tenistas quebram uma escrita de 25 anos sem títulos de Grand Slams conquistados por australianos na categoria

Redação, Estadão Conteúdo

29 de janeiro de 2022 | 12h26

Em uma decisão 100% australiana, os tenistas Nick Kyrgios e Thanasi Kokkinakis conquistaram o título do Aberto da Austrália de duplas masculinas neste sábado, quando conseguiram uma vitória por 2 sets a 0 sobre os compatriotas Matthew Ebden e Max Purcell, na Rod Laver Arena. As parciais foram de 7/5 e 6/4.

Com o triunfo, os vencedores dispararam no ranking mundial. Kyrgios dará um salto da 259ª colocação para assumir a 40ª posição da classificação geral, enquanto Kokkinakis ultrapassará 388 tenistas para ficar com o 46º lugar. O título conquistado em casa quebrou dois tabus australianos. 

A última conquista de uma dupla do país no Aberto da Austrália havia sido 1997, com Todd Woodbridge e Mark Woodforde, que também eram, até este sábado, os últimos australianos a vencerem um Grand Slam juntos. Os dois foram campeões em Wimbledon, em 2001. A partir daí, começou o longo jejum encerrado com a conquista de Kyrgios e Kokkinakis.

“Essa semana tem sido um sonho se tornando realidade para mim. Eu não queria fazer isso com nenhuma outra pessoa”, disse Kyrgios, exaltando o parceiro, antes de destacar a qualidade dos adversários. “Max chegou à final duas vezes, o que prova que ele é um espetáculo como jogador de duplas. Matty também tem uma grande carreira, então estou super feliz. 

O dia em Melbourne foi histórico para o tênis australiano de uma forma geral. Antes da decisão das duplas masculinas - foi a primeira totalmente australiana na categoria desde 1980 -, a tenista número 1 do ranking da ATP, Ashleigh Barty, conquistou o simples feminino ao derrotar a norte-americana Danielle Collins e encerrar um jejum que já perdurava 44 anos. Desde 1978, uma tenista australiana não vencia o Aberto da Austrália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.