Cati Cladera/EFE
Cati Cladera/EFE

Nadal e Djokovic avançam à terceira rodada em Wimbledon

Atual vice-campeão do torneio e quinto tenista do ranking mundial, Cilic acabou sendo eliminada do Grand Slam de forma precoce

Estadao Conteudo

05 Julho 2018 | 13h58

Sem maiores dificuldades, Rafael Nadal e Novak Djokovic confirmaram favoritismo nesta quinta-feira em seus respectivos jogos e garantiram classificação à terceira rodada da chave masculina de simples do Torneio de Wimbledon.

+ Atuais campeões, Melo e Kubot largam com vitória nas duplas em Wimbledon

+ Confederação de tênis faz acordo para intercâmbio técnico com o Portugal

+ Leia mais sobre tênis

Atual líder do ranking mundial e cabeça de chave número 2 do Grand Slam realizado em Londres, o tenista espanhol avançou ao vencer o casaque Mikhail Kukushkin por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/3 e 6/4. Já o sérvio, ex-líder da ATP e hoje 21º colocado, teve ainda mais facilidade para superar o argentino Horacio Zeballos por 6/1, 6/2 e 6/3.

Com o triunfo sobre o jogador do Casaquistão que ocupa a 77ª posição do ranking, Nadal se credenciou para enfrentar na próxima fase o australiano Alex De Minaur, que em outro duelo do dia despachou o francês Pierre-Hugues Herbert por 3 sets a 1, com parciais de 6/2, 6/7 (8/10), 7/5 e 6/3.

Campeão de Wimbledon em 2008 e 2010, Nadal chegou a ter o seu saque quebrado por Kukushkin por duas vezes nesta quinta, mas aproveitou cinco das 13 chances que recebeu de ganhar games no serviço do rival para liquidar o confronto em sets diretos após 2h23min.

Já Djokovic foi arrasador diante de Zeballos e precisou de apenas 1h31min para derrotar o argentino. Além de confirmar todos os seus saques, o tenista de Belgrado converteu seis de 13 break points e assim avançou para encarar na terceira rodada o ganhador do duelo entre o britânico Kyle Edmund e o norte-americano Bradley Klahn, também programado para ocorrer nesta quinta.

Vencedor de Wimbledon em 2011, 2014 e 2015 e 12º cabeça de chave desta edição do Grand Slam, Djokovic ainda luta para conquistar o seu primeiro título neste ano, sendo que enfrenta problemas com lesões desde 2017. Nesta temporada de grama, ele esteve muito perto de conquistar o título do Torneio de Queen's, também em Londres, mas acabou superado na final pelo croata Marin Cilic.

CILIC E WAWRINKA PERDEM 

Atual vice-campeão de Wimbledon e quinto tenista do ranking mundial, Cilic acabou sendo eliminado do Grand Slam de forma precoce. Em duelo válido pela segunda rodada que havia sido iniciado na quarta-feira e teve a sua continuidade adiada para esta quinta-feira por causa da chuva, ele foi surpreendido pelo argentino Guido Pella, que levou a melhor em uma batalha de 3h13min ao buscar uma improvável virada e vencer por 3 sets a 2, com parciais de 3/6, 1/6, 6/4, 7/6 (7/3) e 7/5.

Hoje na 82ª posição da ATP, o tenista sul-americano assim avançou à terceira fase da competição e terá como próximo rival o norte-americano Mackenzie McDonald, que na segunda rodada eliminou o chileno Nicolas Jarry também em um confronto de cinco sets.

Já o suíço Stan Wawrinka, ex-Top 10 que vive fase muito ruim, ampliou este momento descendente no circuito profissional ao ser eliminado por Thomas Fabbiano. Em partida que teve apenas os seus últimos games realizados nesta quinta após ser adiada pela chuva no dia anterior, o italiano ganhou por 3 sets a 0, com 7/6 (9/7), 6/3 e 7/6 (8/6), e também foi à terceira rodada.

O próximo rival de Fabbiano, que furou o qualifying pra jogar a chave principal em Londres, será Stefanos Tsitsipas. O grego avançou ao superar o norte-americano Jared Donaldson por 3 sets a 2, com 6/3, 6/2, 3/6, 4/6 e 6/3.

OUTROS JOGOS

Diferentemente de Cilic e Wawrinka, o sul-africano Kevin Anderson e o norte-americano John Isner confirmaram as respectivas condições de oitavo e nono cabeças de chave para irem à terceira rodada nesta quinta-feira.

O tenista da África do Sul eliminou o italiano Andreas Seppi com uma vitória por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7 (5/7), 6/3 e 6/4, enquanto Isner concluiu com sucesso um duelo com o belga Ruben Bemelmans que havia sido interrompido pela chuva em seu quinto set na última quarta. Ele ganhou por 3 a 2, com 1/6, 4/6, 7/6 (8/6), 7/6 (7/3) e 7/5.

O próxima rival de Anderson será o alemão Philipp Kohlschreiber, 25º pré-classificado, que assegurou lugar na próxima fase ao bater o luxemburguês Gilles Muller por 7/6 (8/6), 7/6 (7/4) e 7/6 (7/3) em uma partida com três tie-breaks.

Outro favorito que garantiu vaga na terceira rodada nesta quinta-feira foi o australiano Nick Kyrgios, 15º cabeça de chave, que superou o holandês Robin Haase por 6/3, 6/4 e 7/5.

O francês Gilles Simon, o norte-americano Frances Tiafoe, o australiano Matthew Ebden e o checo Jiri Vesely foram outros jogadores que foram à terceira rodada com triunfos em partidas já encerradas nesta quinta-feira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.