Ben Stansall/AFP
Ben Stansall/AFP

Soares e Murray são derrotados e ficam com vice-campeonato do Torneio de Queen's

Brasileiro e britânico perdem a final para o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers, por 2 sets a 0

Estadão Conteúdo

24 Junho 2018 | 17h10

O brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray foram derrotados pela parceria formada pelo finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, neste domingo, e ficaram com o vice-campeonato da chave de duplas do Torneio de Queen's, em Londres.

+ Melo e Kubot faturam bicampeonato em Halle e quebram jejum antes de Wimbledon

+ Coric bate Federer, leva título em Halle e tira suíço da ponta do ranking mundial

Cabeças de chave número 4 do ATP 500 inglês realizado em quadras de grama, os dois tenistas defendiam a condição de atuais campeões da competição, mas acabaram sendo derrotados em apenas uma hora de confronto nesta decisão.

Soares e Murray só conseguiram quebrar o saque de seus adversários por apenas uma vez, sendo que isso ocorreu no único break point cedidos pelos rivais, que foram felizes em três de cinco oportunidades de ganhar games no serviço dos seus oponentes.

O tenista brasileiro buscava neste domingo o seu terceiro título de duplas do Torneio de Queen's, onde também foi campeão em 2014, então fazendo parceria com o austríaco Alexander Peya. No evento londrino, ele e Murray fizeram a terceira final nesta temporada, na qual faturaram o título em Acapulco e foram vice-campeões em Doha.

"Foi mais um bom jogo. Hoje a gente foi dominado por eles (Kontinen e Peers). Eles jogaram super bem, sacaram super bem, como sempre e conseguiram neutralizar um pouco as nossas jogadas. Não conseguimos executar como a gente vinha fazendo nos outros dias, até pela pressão de estar sempre com a corda na pescoço, por causa do estilo de jogo deles. Mas foi uma grande semana", afirmou Soares, que também já foi vice-campeão em Queen's em 2013, ao lado de Peya.

Esta competição foi usada pelo brasileiro e pelo britânico como preparação para o Grand Slam de Wimbledon, que começa no próximo dia 2 de julho, justamente em Londres.

"Fizemos quatro jogos na grama em um ATP 500 duríssimo. Estou me sentindo bem preparado para Wimbledon. Agora é ficar por aqui, descansar uns dias e começar os treinamentos para Wimbledon. Estou bem empolgado em jogar mais um Grand Slam na temporada e sentindo que estamos jogando bem, em um piso que temos bom rendimento e em busca de um grande resultado lá", completou Soares.

 

 

Mais conteúdo sobre:
tênis Bruno Soares Jamie Murray

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.