Jason Behnken/AP
Jason Behnken/AP

Bourdais aproveita acidente no fim e ganha etapa de abertura da Indy

Francês estreia na temporada com vitória após batida entre o canadense Robert Wickens e o norte-americano Alexander Rossi

Estadão Conteúdo

11 Março 2018 | 17h14

Caiu no colo de Sebastien Bourdais a chance de vencer a primeira prova da temporada 2018 da Fórmula Indy. Neste domingo, o piloto francês aproveitou a batida entre o canadense Robert Wickens e o norte-americano Alexander Rossi a duas voltas do fim para assumir a liderança e ganhar a etapa de São Petersburgo, na Flórida, em corrida disputada em um circuito de rua.

+ Fórmula E lança novo modelo, e bateria mais potente vai dispensar troca de carro

+ Daniel Serra e João Paulo Oliveira vencem Corrida de Duplas da Stock Car

O acidente decisivo ocorreu na última relargada da prova deste domingo e permitiu a Bourdais conquistar a sua segunda vitória consecutiva em São Petersburgo. Além disso, foi o 37º triunfo do francês da Dale Coyne na Fórmula Indy, sendo o sexto maior vencedor da categoria, a duas do quinto, o norte-americano Al Unser. Neste domingo, uma estratégia de pit stops diferente da adotada pelos primeiros colocados o fez ganhar várias posições, até herdar a liderança.

Também com uma tática diferente, o norte-americano Graham Rahal foi subindo na classificação e terminou em segundo lugar. E ele quase conseguiu um resultado ainda melhor, pois tentou ultrapassar Bourdais na relargada em que Rossi e Wickens bateram. Não conseguiu, mas ainda assim foi ao pódio.

Mesmo com a batida, Rossi, que não foi punido pelo incidente, conseguiu concluir a corrida em São Petersburgo e ficou na terceira posição. O canadense James Hinchcliffe foi o quarto colocado, seguido do norte-americano Ryan Hunter-Reay e do neozelandês Scott Dixon. E a relação dos dez primeiros colocados foi completada, em ordem, por Josef Newgarden, Ed Jones, Marco Andretti e Will Power.

O prejuízo pelo acidente que definiu a corrida, então, ficou todo com Wickens. Afinal, o canadense, que fazia a sua estreia na Indy, havia faturado a pole position no sábado e ainda foi o piloto que mais liderou voltas na corrida. Mas sem conseguir voltar para a pista após a batida, ficou apenas na 18ª colocação.

Atrapalhado por um toque que levou no começo da corrida, o brasileiro Tony Kanaan fechou a prova na 11ª posição. Seu companheiro na Foyt, o compatriota Matheus Leist também poderia ter tido um domingo melhor após largar da terceira colocação. Mas o novato sofreu com problemas eletrônicos no carro, perdendo várias voltas nos boxes. Depois, bateu no muro.

A próxima prova da Fórmula Indy, a segunda das 17 etapas da temporada 2018, vai ser em Phoenix, em um circuito oval, em 7 de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.